Passageiros estão falsificando testes de Covid para embarcarem em aviões

Onde há uma regra, sempre terá alguém querendo burlá-la e com as restrições de viagem por causa da Covid não é diferente. Os países estão se abrindo vagarosamente para viajantes, mas em muitos deles apenas quem apresenta um teste negativo pode ingressar. Num futuro não muito distante, provavelmente veremos a necessidade de certificados de vacinação como uma condição de entrada também.

Acontece que, nos últimos dias, temos acompanhado um crescente número de casos de passageiros que falsificam os testes que detectam a presença do vírus, talvez por ser mais rápido, barato ou conveniente, dada a necessidade de embarcar.

Exemplos têm aparecido em todo o mundo, mas uma matéria do DailyMail investigou e comprovou que pelo menos uma agência de viagens está vendendo testes negativos falsos para passageiros que vão para o Paquistão e Ásia. Ou seja, se essa empresa no Reino Unido está a comercializar testes falsos, imagine quantas outras podem fazer o mesmo no restante do mundo.

Segundo o Mail, as pessoas podem alterar o nome em e-mails de teste negativo, imprimi-los e entregá-los à equipe de check-in nos aeroportos do Reino Unido. No entanto, essa técnica é mais arriscada, pois a falsificação pode dar errado. Então, àqueles que desejam certificados falsos podem pagar pelo serviço. O Lancashire Telegraph soube que em Bradford que algumas pessoas estão cobrando £150 por um certificado falso para viajantes de última hora (quando não dá tempo para fazer o teste 72 horas antes do voo), enquanto em Blackburn a cobrança era de £50.

Se os países não puderem verificar os testes que estão sendo apresentados a eles, e os resultados dos testes forem falsificados, é menos provável que os países abram suas fronteiras com base em um teste negativo. E isso é ruim para todo o mundo.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias