Passageiros não podem mais embarcar em aviões com drones na Índia

A Índia acabou de banir o embarque de drones como bagagem de mão em todos os voos domésticos e internacionais no país. A decisão foi feita pelo Bureau de Segurança da Aviação Civil e anunciada pelo jornal The Times of India, dentre outros veículos de imprensa locais.

A maior preocupação das autoridades está na bateria de Lítio, que já causou fogo durante voos em diversas ocasiões pelo mundo, embora em outros tipos de equipamentos.

No Brasil, a ANAC não regula exatamente como o transporte de drones deve ser feito nas aeronaves, mas as companhias aéreas brasileiras ou não permitem o despacho do equipamento (por ser de alto valor e frágil) ou possibilita despachar desde que a bateria não esteja na bagagem de porão e/ou que ela seja levada a bordo com o passageiro.

No restante do mundo, a situação na maioria das suas vezes é similar, deixando a palavra final com a companhia aérea, que normalmente coloca restrições envolvendo a bateria, seu tamanho e potência.

De qualquer maneira, antes de viajar com o seu drone, vale verificar no site da companhia aérea quais as restrições para as baterias e o transporte dos drones.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias