Passageiros se recusam a sair de avião da Azul no Piauí, criam confusão e PF é acionada

Uma grande confusão marcou o primeiro voo da Azul em Parnaíba, no estado do Piauí, nesse ano. A cidade turística é famosa pelo delta do Rio Parnaíba.

Azul Piauí

Tudo começou quando o voo da Azul de número AD5500 atrasou em sua saída de Viracopos devido a problemas com duas aeronaves, sendo que o Embraer E195-E1 de matrícula PR-AUH foi o terceiro escalado para fazer o voo. Como resultado, o voo que parte de Campinas para Parnaíba, com escala em Teresina, deveria ter decolado às 10h35, mas acabou partindo apenas às 14h00.

Devido ao atraso, e considerando que apenas 10 passageiros desembarcariam em Teresina, a Azul optou por eliminar todo esse atraso cancelando a escala em Teresina. Segundo o plano, as pessoas que seguiriam para a capital do Piauí deveriam desembarcar em Parnaíba e seguir em ônibus fornecido pela empresa.

Rota do voo que deveria ter parado em Teresina no dia 4 – Fonte FR24

No entanto, parece que a comunicação falhou em algum ponto, pois quando o PR-AUH chegou à cidade turística piauiense às 17h23, uma confusão começou a bordo.

Todos os passageiros que iriam para Teresina se recusaram a sair da aeronave, exigindo que o avião seguisse para a capital. Neste mesmo momento, os passageiros que seguiriam no voo AD9354 para Campinas já estavam prontos para embarcar, inclusive alguns estavam já no pátio, próximos do avião, como mostra o vídeo abaixo:

Passageiros brigaram com outros passageiros

Visando reduzir o atraso e seguir a programação da empresa, a tripulação ordenou que os 10 passageiros a bordo desembarcassem, ordem que não foi seguida pelo grupo, segundo relatos de um turista que estava voltando para Campinas (e que não quis se identificar).

Segundo este turista, apenas duas pessoas do grupo de 10 desembarcaram, sendo que elas estavam viajando com benefício de”standby”e que, apesar de exigirem que o avião seguisse para Teresina, não teriam direito a acomodação ou outros direitos regulares dos passageiros.

Ainda assim, vale lembrar que o comandante é autoridade máxima dentro da aeronave segundo a legislação brasileira, sendo sua ordem “equivalente” a de um policial no exercício da sua função, por exemplo. Mas não adiantou e a situação começou a ficar fora de controle.

Diante da indefinição, dois dos passageiros que estavam aguardando para seguir para Campinas resolveram fazer sua própria justiça e decidiram subir na aeronave para convencer o grupo de Teresina a desembarcar.

Mas as coisas não aconteceram como eles esperavam e uma confusão foi iniciada, desenrolando em discussões e agressões físicas, sendo que alguns tripulantes acabaram sendo vítimas de socos e tapas por parte de passageiros mais exaltados e já sem paciência.

Não houve mais nada a fazer e os pilotos resolveram acionar a Polícia Militar do Estado. Mesmo assim, quando os PMs chegaram, eles ficaram sem ação, já que somente a Polícia Federal pode atuar em aeroportos.

Acionada, a PF chegou após um longo tempo, mas conseguiu apaziguar a situação. Sob ordem policial, os oito passageiros com destino à Teresina desembarcaram e o avião ficou livre para seguir até Campinas às 20h55, três horas após o previsto.

Segundo relatos de populares, eram 23h00 e os passageiros de Teresina ainda não estavam embarcados num ônibus com destino à capital. Caso eles optassem por desembarcar de imediato, teriam chegado em Teresina às 20h00, considerando o tempo de viagem de três horas de Parnaíba à capital.

Em nota à imprensa, a Azul informou que “em função de uma manutenção não programada na aeronave, a Azul precisou cancelar o voo AD5500 (Parnaíba – Teresina – Campinas), na manhã de ontem (4). Os clientes receberam toda a assistência necessária, conforme prevê a resolução 400 da Anac, e foram reacomodados em outras operações da própria companhia. A Azul lamenta eventuais aborrecimentos ocorridos e reforça que ações como essas são necessárias para garantir a segurança de suas operações. Sobre o ocorrido com a tripulação e os Clientes, ainda estamos apurando. Assim que tivermos essas informações, retorno.”

Veja outras histórias

Avião “Força Aérea Dois” pousou há pouco em São Paulo, veja...

0
Pousou sem causar alarde e há menos de uma hora no Aeroporto Internacional de Guarulhos, um Boeing 757 especial da Força Aérea Americana.