Passaredo e MAP Linhas Aéreas voltam a voar em julho em rotas selecionadas

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Foto Luis Neves feita para o AEROIN na inauguração dos voos em Congonhas

Ainda com uma malha aérea reduzida, a VoePass anuncia que retoma suas operações a partir de 3 de julho, depois de uma parada de três meses.

A princípio, as operações atualmente programadas se resumem a ligações diárias entre Ribeirão Preto e São Paulo – Guarulhos e dois voos por semana de sua sede no interior paulista para o Santos Dumont, no Rio de Janeiro. Esses voos serão operados com aeronaves da Passaredo.

Por sua vez, os aviões da MAP Linhas Aéreas serão empregados em voos na região norte, ligando a cidade de Manaus a Altamira, Belém, Parintins, Itaituba, São Gabriel da Cachoeira, Lábrea, Coari, Eirunepé e Carauari.

Com tal plano, a empresa restabelece uma importante malha no Amazonas e no Pará, carente de um sistema de transporte eficiente e que, muitas vezes, o avião é a única opção.

“Acreditamos no início da retomada gradual das operações. A ligação entre Ribeirão Preto e o aeroporto de Guarulhos irá permitir aos nossos passageiros o acesso ao principal HUB de voos do Brasil, possibilitando conexão com todos os destinos operados pelas companhias parceiras para todo o país. Já os voos ligando Ribeirão Preto ao Rio de Janeiro atenderão a uma demanda consolidada entre as duas cidades”, ressalta José Luiz Felício Filho, Presidente da VOEPASS.

Ainda assim, a retomada de voos refere-se a apenas 10% da malha que a empresa possuía antes da pandemia do novo coronavírus. Também não foi divulgada a data para retorno a Congonhas.

Aplicativo Web Check-in

Outra novidade anunciada pela VOEPASS é o novo aplicativo gratuito que facilitará os procedimentos de embarque dos clientes. Com ele, será possível fazer o check-in e utilizar o celular para apresentar o cartão de embarque eletrônico. “Esta é mais uma ação que adotamos para melhorar a experiência de nosso usuário. Para o check-in, ele não irá precisar tocar em nada além do próprio celular. Mas caso houver necessidade do atendimento, ele será realizado observando-se os protocolos de biossegurança recomendado”, aponta Felício.

O aplicativo estará disponível nos próximos dias para download nas plataformas IOS e Android e atenderá, nessa versão, aos passageiros que adquiriram bilhetes nos canais de venda da VOEPASS (site e agências de viagem).

Novos protocolos sanitários

Atendendo às recomendações da ANAC, ANVISA e das autoridades mundiais de saúde, as operações da VOEPASS cumprirão medidas especiais de limpeza e sanitização das aeronaves, incluindo cabine dos pilotos, poltronas, banheiros, saídas de ar condicionado, botões de acionamento de luzes e de reclinar das poltronas, corrimão de escadas, maçanetas e outros, utilizando nessa desinfecção álcool em gel e desinfetantes de padrão hospitalar para a ação.

O tempo de solo das aeronaves entre os voos programados foi estendido em todas as operações, para permitir que as equipes de solo possam realizar os procedimentos de desinfecção antes do início de cada nova etapa de voo. Além disso, as aeronaves utilizarão seu sistema de renovação de ar, que realiza troca de 100% de todo o volume de ar da cabine da aeronave entre 5 e 7 minutos, sendo o ar constantemente renovado durante os voos.

Nas manutenções de pernoite, procedimentos de limpeza profunda serão realizados de forma complementar, para garantir de maneira efetiva que os voos serão realizados dentro dos melhores protocolos de biossegurança, garantindo aos passageiros e funcionários a realização das operações aéreas com total segurança.

Além das medidas de limpeza e desinfecção, a tripulação e todos os colaboradores envolvidos usarão equipamentos de proteção individual. Os passageiros também serão obrigados a utilizar máscaras de proteção desde a chegada ao aeroporto até durante os voos.

Álcool em gel será disponibilizado no balcão de check-in, salas de embarque e dentro das aeronaves. O serviço de bordo estará temporariamente suspenso durante os voos. Um novo exemplar da revista de bordo será entregue individualmente a cada passageiro, que ficará a cargo de levá-lo consigo após o voo.

A obrigatoriedade de utilização de máscaras também foi implementada para todos os funcionários em terra e para aqueles que trabalham no escritório, visando a proteção de todos os colaboradores da empresa, independente da área.

Outra medida implementada foi o desembarque setorial, seguindo um plano de organização de setores e de assentos para organizar a saída da aeronave sem a formação de aglomeração no corredor. Sempre que possível, a marcação dos lugares será feita respeitando a distância segura entre os assentos utilizados por cada passageiro.

“Com todo esse conjunto de medidas, temos certeza de que também do ponto de vista da biossegurança será muito seguro voar nas aeronaves da VOEPASS”, complementa Felício.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

white airplane under black clouds

Testes rápidos e a esperança do reinício das viagens internacionais

0
Testes rápidos de antígenos ajudarão a impulsionar o reinício das viagens internacionais não essenciais. Essa é a aposta da aviação