Passaredo recebe mais um ATR-72 na frota, que voou em Myanmar

A Passaredo Linhas Aéreas em consonância com seu plano de expansão após a compra da MAP e entrada em Congonhas, recebe mais um turboélice.

ATR Passaredo
ATR que irá para Passaredo em Toulouse antes de seguir para o Brasil

A aeronave é mais um ATR, desta vez um 72-600, modelo que a empresa não operava já faz um tempo, considerando que hoje só conta com o ATR-72-500. A maior diferença entre os modelos está na cabine: enquanto o -500 possui um cockpit analógico similar ao 72-200, o -600 possui telas de LCD em um cockpit digital.

Com este avião a empresa chegará a seis ATR em sua frota, além dos seis da MAP. A aeronave que chegou hoje estava estocada no Aeroporto de Francazal em Toulouse, no sul da França, mesma cidade do seu aeroporto natal: Blagnac, onde fica a fábrica da ATR e da Airbus.

O avião é novo, fabricado em 2013

O turboélice teve como seu último dono a FMI Air de Myanmar, que durou sete anos e fechou as portas no ano passado após problemas financeiros. Desde então o avião retornou ao seu dono (lessor) que é a financeira GECAS da General Eletric.

Avião nas cores da FlyMe antes da entrega em 2013

O avião também passou pela FlyMe (VillaAir) das Maldivas, que recebeu a aeronave nova em 2013, e sua última matrícula foi EI-FSO, da Irlanda, dado ao local onde está seu lessor. Não está definida ainda sua matrícula na Passaredo. Para chegar ao Brasil, ele fez a travessia do Atlântico passando pela Ilhas Canárias, Ilha do Sal, Natal até chegar em Confins na noite de ontem (1) para nacionalização.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias