Peru elimina isolamento de passageiros que chegam em voos e isenta vacinados de exames

Foto: Aeroporto de Lima

O Peru modificou em 4 de setembro, por meio do Decreto Supremo 151-2021-PCM, o regime de isolamento dos passageiros que chegam ao país, apurou nosso parceiro Aviacionline.

A nova norma estabelece, no ponto 8.7, que “os peruanos, estrangeiros residentes e estrangeiros não residentes que entram no território nacional, unicamente como passageiros e independentemente do país de origem, devem ter teste molecular negativo nas últimas 72 horas se eles não estiverem protegidos com duas doses de vacina. Aquelas pessoas cujo resultado é positivo, entram em isolamento obrigatório, conforme regulamentação sobre o assunto”.

É importante ressaltar que aqueles que transitaram pela África do Sul nos últimos 14 dias não poderão entrar em território peruano até o dia 19 de setembro. Assim, podemos vislumbrar as opções de entrada no país dependendo da situação de cada indivíduo:

1. Pessoas vacinadas com duas doses serão aceitas sem a necessidade de isolamento ou apresentação de qualquer tipo de teste.

2. Pessoas não vacinadas podem entrar no país, mas devem apresentar teste molecular negativo feito com 72 horas de antecedência – no máximo – antes da chegada ao país.

O decreto não indica quais vacinas o governo peruano inclui entre as autorizadas. Também não há detalhes sobre o que acontece com os inoculados com vacinas em dose única, como a da Johnson & Johnson / Jansen.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

LATAM ganha reconhecimento como companhia aérea líder da América do Sul...

0
O LATAM Airlines Group foi premiado como “Companhia Aérea Líder na América do Sul” e como “Marca Aérea Líder na América do Sul”