Início Empresas Aéreas Pessoal da Azul faz força-tarefa e acha terno que pai de noiva...

Pessoal da Azul faz força-tarefa e acha terno que pai de noiva usaria e esqueceu na viagem

Há alguns dias, uma bela história aconteceu em Salvador, quando o pessoal da Azul Linhas Aéreas, carinhosamente chamado na empresa de “Tripulantes” independente de serem ou não tripulantes de voo, ajudou um pai de uma noiva a recuperar seu terno esquecido na viagem, a tempo de usá-lo no casamento da filha.

A história foi compartilhada hoje por John Rodgerson, CEO da Azul, que comentou que o acontecimento “mostra o quanto nossos valores, como a Consideração, fazem a diferença na vida das pessoas.”

Segundo John, um dos Clientes da Azul, o Sr. Samuel, havia esquecido na sala de embarque de Salvador o terno e a camisa que alugou para usar no casamento de sua filha. Ele estava indo da capital baiana para a cidade de Jales, a 149 km de São José do Rio Preto, interior de São Paulo.

Era sua primeira viagem de avião e a felicidade em viver essa nova experiência foi substituída pela tristeza em pensar que o dia mais importante da vida da filha não estaria perfeito como planejado.

Ele procurou a Lourdes, uma das Tripulantes, que ficou comovida com a situação e acionou imediatamente os colegas de trabalho nos grupos de WhatsApp solicitando ajuda para encontrar os itens. A comissária Rosana Cavalcante viu a mensagem no aplicativo e ajudou a mobilizar uma verdadeira força-tarefa envolvendo Tripulantes de solo de várias bases, que acharam os itens perdidos e fizeram o seu melhor para entregá-los a tempo do casamento.

Mas, segundo John, “nosso time foi além”. Ele conta que, depois de toda a mobilização, os Tripulantes fizeram também uma vaquinha para comprar uma lembrança e entregar junto com essa mensagem: “Olá Sr. Samuel, nosso lema é que nunca foram os aviões que fizeram a gente voar, mas nem sempre é sobre os Tripulantes, muitas vezes é sobre vocês, nossos Clientes. Obrigado por nos tornar muito mais humanos. Desejamos felicidades pelo casamento da sua filha, que ela seja imensamente abençoada. Estes são os desejos dos Tripulantes da Azul”.

Graças aos esforços de todos os envolvidos, o Sr. Samuel conseguiu recuperar o terno no mesmo dia – e a tempo de usar no casamento da sua filha. Ele então mandou aos colaboradores da Azul um áudio, muito emocionado, pouco antes de sua filha se casar, para agradecer imensamente a ajuda de todos.

“Um final mais do que feliz, que só foi possível graças ao esforço e dedicação dos Tripulantes da Azul!”, finaliza o CEO.