Início Variedades Piloto chora ao surpreender seu pai com convite para voar na cabine...

Piloto chora ao surpreender seu pai com convite para voar na cabine de comando

Anselm Dewar, ao lado do pai, Ashman, no primeiro voo juntos. IMAGEM: Divulgação Instagram

Um piloto chorou ao informar aos passageiros do seu voo que, pela primeira vez, seu pai voava em uma aeronave pilotada por ele. Anselm Dewar, da Envoy Air, subsidiária da American Airlines, compartilhou as imagens nas redes sociais, que logo repercutiram na imprensa norte-americana.  

Nas imagens, é possível ver o momento em que Dewar diz pelo fone de cabine que há um VIP a bordo, seu pai, enquanto conta um pouco de sua história de vida. Ele também declarou que aquele dia era “um dos melhores e mais memoráveis” de sua vida, enquanto era aplaudido pelos passageiros.

Um colega filmou Dewar fazendo o anúncio. Confira o vídeo postado pelo piloto, no idioma original, em inglês:

Sonho realizado

O pai, Ashman Dewar, é jamaicano e adotou Anselm no final da década de 1980, após tentar a vida no Canadá e se mudar para os Estados Unidos. Ele é cartógrafo e sempre estimulou no filho o desejo de voar.

“Meu pai faz levantamentos aéreos. Quando eu tinha três anos, ele instalou o Microsoft Flight Stimulator em dos computadores em que trabalhava”. Eu costumava jogar esse jogo e adorava conseguir pilotar um avião”, conta Anselm em entrevista ao jornal Jamaica Observer.

“Sempre fiquei emocionado e animado por estar no aeroporto e em um avião. E se não fosse por meu pai e aquele simulador, eu provavelmente não teria paixão por voar. Agradeço a ele e o amo por isso”, contou.

Anselm é piloto desde 2011. O voo entre Miami, na Flórida, e Charleston, na Carolina do Sul, foi o primeiro que eles dividiram nos 10 anos de trabalho. “As estrelas se alinharam e finalmente consegui levar meu pai em uma viagem comigo no jato”, escreveu Dewar em texto no Instagram.

Anselm só conseguiu realizar o sonho de se tornar piloto com a ajuda do proprietário de um restaurante em que trabalhava. Até então, chegou passar por dificuldades financeiras e depender do apoio de amigos. O piloto gostaria que o ex-patrão também estivesse no voo. “O plano original era ter o Sr. McNeil no voo também, mas por causa da agenda, isso não aconteceu”, contou ele ao jornal jamaicano.

Sair da versão mobile