Piloto de avião comercial sofre infarto e morre durante a aproximação para pouso

Um piloto russo morreu após sofrer um ataque cardíaco. Infelizmente, os esforços para revive-lo não foram bem-sucedidos e ele foi declarado morto pelos médicos em Rostov-on-Don, onde a aeronave havia feito um pouso de emergência.

Foto: Igor Dvurekov [CC]

O voo SU1546 da empresa russa Aeroflot decolou de Moscou para Anapa, um popular balneário às margens do Mar Negro, às 8:20 da manhã deste domingo, 24 de novembro, e cruzava os céus russos a 33.000 pés de altitude (~11.000 metros) quando o co-piloto do Airbus A320 disse a seu colega de cabine que não estava se sentindo muito bem.

Depois de pedir a uma das comissárias de bordo para ver se a aeronave tinha um médico a bordo e ela ter retornado “de mãos vazias”, o comandante decidiu fazer um pouso de emergência no aeroporto mais próximo.

Piloto no comando reportou a emergência

Enquanto falava com o controlador de tráfego aéreo para iniciar a aproximação ao Aeroporto Internacional Platov, em Rostov-on-Don, o comandante avisou que ele tinha uma emergência médica a bordo da aeronave – sem avisar ao controlador que seu primeiro-oficial era quem estava passando mal. 

Piloto
Foto: Arcturus [CC]

Ao lhes conceder a permissão para aproximar com prioridade e pousar, o controlador de Rostov disse que eles teriam uma equipe médica à disposição à porta da a aeronave. 

A aeronave aterrissou com segurança às 9:57 locais e, apesar de uma equipe embarcar na aeronave e uma ambulância estar a postos, já não restavam esperanças para o jovem co-piloto de apenas 49 anos, que não tinha mais sinais de vida.

Ataque cardíaco fulminante

A equipe médica tentou as manobras de reanimação, mas não conseguiu ressuscitar o piloto. “Infelizmente não foi possível ressuscitar o piloto, disse um porta-voz da Aeroflot à agência de notícias TASS . “Expressamos nossas sinceras condolências à sua família e amigos”.

Relatórios preliminares apontam que a morte inesperada deveu-se a um ataque cardíaco fulminante. O Comitê de Investigação da Rússia agora iniciará uma análise sobre a morte do piloto e as horas que o antecederam.

Mais tarde, a aeronave decolou do Aeroporto Internacional de Platov às 13:12 e aterrissou em Anapa às 13:53.

Dois na cabine

Incidentes como o de hoje em que um dos pilotos sofre um ataque cardíaco são extremamente raros. Se um dos dois pilotos sofrer um ataque cardíaco ou não conseguir pilotar a aeronave, o outro piloto no cockpit é mais do que capaz de pousar no avião. Por isso, é importante que os aviões continuem tendo dois na cabine de comando.

Além disso, geralmente, os pilotos das companhias aéreas precisam fazer um exame físico a cada 12 meses. Os comandantes com mais de 40 anos devem fazer um check-up médico a cada seis meses.

Infelizmente, uma tragédia com uma pessoa muito jovem, que faleceu fazendo algo que amava.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Gol escala piloto palmeirense para o voo de volta do clube...

0
A delegação do Palmeiras, campeã em Montevidéu no sábado (27), desembarcou no início deste domingo no aeroporto de Guarulhos