Pilotos da Air India ainda não receberam pagamento das horas voadas em janeiro

Os pilotos da Air India até agora não receberam seu pagamento referente às horas de voo do mês de janeiro de 2020, e seu sindicato escreveu uma carta ao presidente da companhia aérea para que libere urgentemente os valores.

Avião Airbus A321 Air India
Airbus A321 da Air India

Conforme relato no LiveMint, os pilotos afirmam na carta que a parte variável de seu salário, referente às horas voadas, representa em média 70% de seus ganhos mensais.

A Associação de Pilotos Comerciais da Índia (ICPA) tem cerca de 600 pilotos como membros e, na carta ao presidente, salientou que o atual bloqueio e a liberação irregular anterior de suas dívidas pressionaram suas finanças pessoais, de forma que os atrasos de janeiro devem ser imediatamente liberados.

A Air India passa por momentos conturbados devido aos planos do governo de se desfazer de 100% de sua participação na companhia, ação que também foi afetada pela crise de COVID-19. O prazo para a apresentação de propostas de privatização foi prorrogado até 30 de abril de 2020.

Com a economia mundial atingida devido à pandemia de coronavírus e as principais economias, como EUA e Europa, entre as mais afetadas, as coisas podem ficar realmente complicadas para o processo de desinvestimento da Air India e para a garantia dos direitos de seus pilotos.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.

Comentários estão fechados.