Pilotos brasileiros relatam “perrengues” em voos para a China em meio ao Coronavírus

Nas últimas semanas, os reportes de Coronavírus que se espalharam pelo mundo têm afetado e muito um dos maiores mercados de aviação do planeta: a China. Falamos com brasileiro que voam para lá para saber como está a situação.

pablo

Apesar do epicentro do surto do vírus, que causa uma forte pneumonia, ter sido na cidade de Wuhan, a mesma não esta fechada para voos internacionais.

Conversamos com Pablo Tees, nosso grande amigo comandante de Airbus A380, que fez um voo para Xangai há dois dias. Pablo já morou na China quando trabalhava na Air Macau, e conhece bem o país e, principalmente, Xangai.

“Tivemos inspeções de temperatura para averiguar febre diversas vezes, no desembarque, na imigração e na entrada do hotel. A cidade estava vazia. Peguei o metrô e só havia quatro pessoas no vagão, e eram cinco da tarde, hora do rush. E mesmo se não fosse, metrô na China sempre está lotado”, relatou Pablo.

painel
Vários voos cancelados em Xangai devido ao vírus

A incerteza sobre o futuro também assola a cidade: “Fui deixar um celular meu para manutenção, já que em duas semanas tenho outro voo em Xangai. Na loja me informaram que não podem garantir que estarão abertos em duas semanas devido ao vírus”.

Outro piloto que não quis se identificar, e no Brasil voava na Avianca, afirmou que não pôde sair da aeronave quando voou para Wuhan, epicentro da epidemia: “Voamos de máscara e não foi possível sair da aeronave durante o turnaround em solo. Todos os passageiros tiveram temperatura aferida”, afirmou o comandante que voa hoje para uma aérea do Vietnã.

Quarentena na aeronave

faixa

Também falamos com um piloto lusófono que voa para uma companhia aérea da ilha de Bornéu. Ele fez um voo para a cidade de Xian na data de ontem (27). Após o pouso, o avião dele foi mantido em “quarentena” durante quatro horas.

Neste tempo, uma faixa foi passada nas portas da aeronave, que permaneceram abertas apenas para circulação de ar, mas nenhum passageiro ou tripulante podia descer.

Dentre todos os pilotos que conversamos, existe o sentimento comum de que a situação é pior do que a relatada na televisão e demais mídias em geral, e de que o governo da China tenta encobrir alguns fatos.

Mas vale ressaltar que muitas cidades estão vazias devido ao Ano Novo Chines, com feriado estendido para evitar aglomeração de pessoas em estacões de trem, rodoviárias e aeroportos.

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.