Pilotos da Havan falam sobre sua trajetória e rotina na aviação executiva

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Uma das maiores frotas privadas de jatos executivos no Brasil é a da rede de lojas HAVAN, com sede em Santa Catarina. Seus pilotos recentemente mostraram um pouco dos bastidores das operações aéreas do “Veio da Havan”, forma como a internet chama Luciano Hang, dono e fundador da empresa, que recebe o apelido de bom grado.

No vídeo abaixo (espere carregar), publicado no canal oficial da empresa no final da semana passada, os pilotos do Bombardier Challenger 350 contam um pouco de sua trajetória e tiram dúvidas comuns que as pessoas têm sobre a aviação.

O avião é comandado por Eduardo, que foi da Varig, depois da Qatar Airways, onde voou o Boeing 777, e está na Havan há dois anos. O comandante da direita é Leo Asimoto, que já trabalhou na aviação regional e voou no Marrocos.

No vídeo Eduardo e Leo falam comentam sobre as dúvidas recorrentes das pessoas, principalmente as que não são da área da aviação, abordando questões sobre licenças, checklists, fases mais perigosas do voo e outros assuntos, vale a pena conferir.

A frota da Havan é composta hoje pelos jatos executivos Learjet 45, Challenger 350 e o mais novo da frota, o Bombardier Global 6000, que foi entregue em 2019 e está avaliado em R$250 milhões de reais.

Além destes aviões, a frota conta com três helicópteros Agusta-Westland (hoje Leonardo Helicopters) AW139 que podem levar até 7 passageiros e tem o preço médio de $7 milhões de dólares.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias