Pilotos estão proibidos de fazer jejum religioso durante voos por medo de acidentes

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Em uma medida às vésperas do ramadã, o mês sagrado muçulmano que começa na segunda-feira e se estende até 12 de maio, a Pakistan International Airlines (PIA) proibiu seus pilotos e comissários de voarem em jejum, por temor de que a tripulação não seja capaz de reagir adequadamente a uma situação de emergência. 

Conforme publicou o jornal paquistanês Dawn, a empresa aérea emitiu um memorando interno em que dizia: “Embora seja percebido que voar em jejum é uma possibilidade, em tal caso o elemento de risco é considerável e a margem de segurança mínima. Em uma emergência com múltiplas complexidades, ações erradas e atrasadas podem resultar em consequências graves devido ao julgamento prejudicado e incapacitação. Depois de considerar todos os fatos objetivamente, fica claro que pilotar uma aeronave em jejum não é apenas arriscar sua própria vida, mas a de outras pessoas também, na aeronave e em solo”.

Nos últimos anos, as aeronaves modernas tornaram mais fácil para os viajantes continuarem jejuando, no entanto, e muitas companhias aéreas em países de maioria muçulmana fornecem caixas Iftar especiais para os passageiros assim que o sol se põe. Tradicionalmente, uma caixa Iftar contém alimentos básicos como pão árabe, tâmaras e água. Os pilotos da companhia aérea nacional do Paquistão, no entanto, foram orientados a não correr o risco de manter o jejum enquanto pilotam um avião.

Depois de um acidente trágico no ano passado, junto com outras questões de segurança, a companhia aérea nacional do Paquistão acabou proibida de voar para a Europa, Reino Unido e Estados Unidos. Uma das principais preocupações que motivou a proibição foi a revelação de que alguns pilotos conseguiram empregos na companhia aérea usando licenças falsas.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias