Aérea instrui pilotos a atualizar passageiros do placar de jogo de críquete durante voos

Avião Boeing 777-200ER PIA Pakistan International Airlines AP-BMH
Imagem: Sidowpknbkhihj / CC BY-SA 3.0, via Wikimedia

A famigerada Pakistan International Airlines (PIA), envolvida em tantos escândalos nos últimos tempos (como o caso dos pilotos com licenças falsas), tomou uma medida inusitada e polêmica ao instruir seus pilotos a fornecerem atualizações aos passageiros sobre o andamento da partida de críquete entre Paquistão e Índia, que aconteceu no domingo (24) à noite, em Dubai.

Segundo o noticiário Samaa TV, milhões de pessoas grudam nas telas de TV a cada novo confronto entre os arquirrivais. Na partida de ontem, valendo pelo T20 World Cup, o Paquistão acabou se saindo melhor e venceu os indianos.

O fanatismo é tamanho que a PIA desejou manter os passageiros atualizados sobre o placar da partida, de modo que os comandantes foram instruídos a dar atualizações sobre a partida aos passageiros, durante os voos.

Essa foi uma forma de fazer com que todos ficassem atentos ao andamento do jogo, em tempo real, já que a empresa não possui serviço de conectividade a bordo das aeronaves. Segundo a Samaa, as informações da disputa foram passadas aos pilotos por mensagens da empresa aérea e informações dos controladores de tráfego aéreo.

É impossível ler uma notícias dessas e dissociar de aspectos relacionados com a segurança do voo. Ao mesmo tempo que a empresa manteve os passageiros entretidos e felizes, tal ato poderia resultar em desatenção a aspectos da viagem, seja por parte dos pilotos ou dos controladores. Como supracitado, o tema é polêmico.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Está fora de serviço um grande avião A380 da British devido...

0
Um dos enormes Airbus A380 da companhia está parado desde este domingo, 28 de novembro, devido a um incidente em voo.