Plano de saída do Chapter 11 exigirá mais de US$ 4 bilhões da Latam Airlines

O próximo dia 15 de setembro é chave para a Latam Airlines. Nessa data, a empresa entregará a sua proposta de reorganização que, se aceita, lhe permitirá abandonar o Chapter 11 da Lei de Falências dos Estados Unidos e retomar os negócios as usual. Será um passo importante para a maior empresa aérea da América do Sul, que desde maio de 2020 vem trabalhando nesse processo.

Segundo o diário chileno La Tercera, o grupo agora trabalha na composição financeira para se manter em pé após a saída do Chapter 11. Para tanto, o jornal cita que há grupos interessados em prover o “fôlego monetário” necessário para a empresa, numa transação que deve ultrapassar os US$ 4 bilhões, podendo chegar a US$ 5 bilhões, o que pode modificar a estrutura acionária da Latam.

Ao sair do Chapter 11, a primeira dívida que a Latam terá de quitar é o pagamento do financiamento DIP de US$ 2,45 bilhões. Os investidores do DIP, no entanto, podem usar o pagamento da dívida para seguirem apostando na Latam junto com os novos investidores.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Airbus registra 318 encomendas em novembro, com entrega de 58 novos...

0
A Airbus divulgou nessa terça-feira (7), o resumo dos movimentos em sua carteira de pedidos no mês de novembro de 2021. No lado das entregas