A polêmica da poltrona sem encosto no avião de uma empresa aérea de baixo custo

As viagens aéreas têm se tornado estressantes o suficiente com serviços cada vez mais parecidos com viagens de ônibus. Mas uma foto de um voo da easyJet aparentemente mostrou o que seria uma viagem do inferno.

“A easyJet ganhou da Ryanair por ter assentos sem encosto”, criticou o usuário Matthew Harris ao postar uma foto mostrando uma passageira sentada em um assento quebrado. “Como isso pode ser permitido?”, acrescentou.

A companhia aérea easyJet disse à CNN que nenhum passageiro foi designado para os assentos quebrados e que a pessoa não tinha permissão para se sentar ou viajar lá.

“Nenhum passageiro foi autorizado a sentar-se nestes assentos, pois estavam inoperantes aguardando reparo. A segurança é nossa maior prioridade e a easyJet opera sua frota de aeronaves em estrita conformidade com todas as diretrizes de segurança”, acrescentou a empresa em comunicado.

Porém, o que gerou grande parte da ira on-line foi a desajeitada resposta da companhia aérea à foto: “Oi Matthew, obrigado por trazer isso à nossa atenção, antes que possamos investigar, eu poderia pedir-lhe para remover a fotografia e, em seguida, nos enviar uma mensagem privada com mais informações sobre isso, para que possamos ajudá-lo melhor?”, um funcionário do serviço ao cliente escreveu.

resposta matthew poltrona sem encosto

“Absolutamente não. Esta é uma foto real de um avião atualmente descendo para Genebra”, respondeu Harris.

“Vocês estão insinuando que, se a fotografia não for removida, vocês não investigarão isso?”, acrescentou outro usuário.

Mas apesar da resposta da compamhia parecer apenas um problema de falta de preparo do atendente para lidar com tal situação, Harris levantou outra crítica horas depois: “É preciso imaginar o quão seguro o resto do avião era. Esse era o assento dela. A senhora foi transferida para um lugar vago depois que o embarque estava concluído. Não tenho certeza do que teria acontecido se o voo estivesse totalmente cheio.”

Informações pela CNN.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.