Início Empresas Aéreas Por questão de preço, Ryanair desiste do Boeing 737 MAX com 230...

Por questão de preço, Ryanair desiste do Boeing 737 MAX com 230 assentos

O maior e provavelmente mais denso de todos os Boeings 737 não fará parte da frota da Ryanair, informou hoje a companhia de baixo-custo sediada na Irlanda.

Divulgação – Ryanair

A empresa irlandesa é uma das maiores operadoras de jatos Boeing 737 no mundo, e conta com o 737 MAX 8 na sua frota, na versão especial MAX 8 200. Esta versão é a mais densa já feita para um 737 e, como diz o nome, pode levar até 200 passageiros devido a uma configuração especial que inclui uma porta de emergência traseira, algo que não vem como padrão nos MAX 8.

Os planos da empresa, porém, iam além disso. A Ryanair queria, e negociava, uma versão de alta densidade do MAX 10, jato que é 4 metros maior e poderia levar até 230 passageiros. As negociações demoraram 10 meses e terminaram hoje, sem sucesso.

“Nós estamos desapontados que não conseguimos fechar um acordo com a Boeing sobre a encomenda do MAX 10. Contudo, a Boeing tinha uma visão mais otimista do que nós sobre o preço da aeronave, e temos uma disciplina histórica de não pagar caro por aviões”, afirmou Michael O’Leary, o sempre polêmico CEO da Ryanair, que novamente reclamou do preço dos aviões da Boeing.

Apesar do acordo para o MAX 10 não ter sido frutífero, a empresa reafirma que está comprometida a receber todos os 210 jatos 737-8200 até 2025.

Pela Assessoria de Imprensa da Ryanair

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A