Praetor da Embraer agora tem sistema que dá visão ao piloto com fumaça no cockpit

Avião Embraer Praetor 600
Avião Praetor 600 – Imagem: Embraer

A Embraer e a VisionSafe Corporation anunciaram hoje (16) que o Sistema Emergencial de Garantia de Visão (Emergency Vision Assurance System, EVAS, na sigla em inglês), da VisionSafe, está agora disponível para os jatos executivos Praetor 500 e Praetor 600.

O novo recurso será disponibilizado por meio de uma certificação de tipo suplementar (STC), emitida pela VisionSafe Corporation, ou seja, uma modificação regularmente aprovada para ser aplicada nas referidas aeronaves.

O sistema EVAS fornece um espaço livre de fumaça, através do qual o piloto pode ver os instrumentos de voo e o para-brisa dianteiro para pousar o avião em caso de fumaça no cockpit. Além do Praetor, os jatos executivos Legacy 450 e Legacy 500 também podem ser atualizados com o sistema. Veja nos dois vídeos a seguir uma demostração de uso do dispositivo e uma explicação de como ele é acionado:

Em 2020, uma certificação semelhante foi emitida pela VisionSafe para os jatos executivos Legacy 600, Legacy 650 e Lineage 1000. O EVAS também está disponível como equipamento avulso para os jatos Phenom 100 e o Phenom 300.

“Esse recurso vai aprimorar a segurança dos jatos executivos Praetor, da Embraer”, disse Marsha Woelber, Diretora Global de Suporte ao Cliente de Aviação Executiva e Pós-Venda, Embraer Serviços & Suporte. “Isso reflete a contínua melhoria que a Embraer traz para o seu bem-sucedido portfólio de jatos executivos”.

“O compromisso contínuo da Embraer pela segurança é reafirmado com o anúncio dessa parceria com a VisionSafe. Ter o EVAS disponível como uma certificação suplementar na aeronave Praetor da Embraer é um marco para a aviação executiva”, disse Chris Skurat, Diretor de Vendas para Aviação Executiva da VisionSafe. “Estamos muito animados ao anunciar que o EVAS está agora disponível para todas as aeronaves executivas da Embraer, oferecendo aos clientes a opção de adicioná-la aos seus jatos como atualização de pós-venda”.

Informações da Embraer

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Azul Linhas Aéreas

Azul terá que indenizar um menor após cancelar voo por baixa...

0
A Azul deverá indenizar adolescente por cancelar voo que tinha apenas seis passageiros para embarcar, sob o fundamento de que não seria