Presidente López Obrador oferece à AeroMexico seu Boeing 787 encalhado

Foto: Daniel P.

O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador (AMLO), ofereceu à AeroMexico a possibilidade de adquirir o avião presidencial Boeing 787, que está encalhado desde que ele assumiu a presidência. Esta oferta surge depois de mais de dois anos tentando vender o avião presidencial, com matrícula TP-01 e denominado “José María Morelos y Pavón”, reporta o Aviacionline

A aeronave, um Boeing 787-8 registro XC-MEX, foi adquirida no governo de Felipe Calderón. AMLO, no entanto, anunciou, ao assumir a presidência, que pretendia se livrar dele de qualquer jeito. Dentre as iniciativas visando a passar o jato para frente, AMLO chegou a anunciar uma rifa do avião e até disse que concordaria em trocá-lo por suprimentos médicos.

Nada disso avançou, mas uma reviravolta pode acontecer.

Em reunião recente com executivos da AeroMexico e Delta, sócia da empresa mexicana, o presidente comentou que aproveitou para “lhes oferecer o avião e que ele fosse administrado pela AeroMexico, podendo ser usado para viagens de negócios ou festas”. Segundo López Obrador, os dirigentes da empresa “estão pensando no assunto”.

Numa entrevista coletiva anterior, o premiê mexicano comentou: “Estamos tendo dificuldade em vendê-lo. Neste momento é melhor para nós tê-lo em terra, porque se o usássemos custaria muito”. O chefe do Executivo frisou que pretende vender o avião presidencial, mas “sem dar“. Uma avaliação do governo mexicano fixou o preço da aeronave em aproximadamente 125 milhões de dólares.

A AeroMexico opera uma frota composta exclusivamente por Boeing 787 em suas rotas de longo alcance, mas absorver o jato VIP demandaria um grande trabalho de adaptação ao transporte de passageiros.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias