Preso mecânico de avião por contrabando de planta estimulante africana

Um mecânico da American Airlines está detido em prisão preventiva desde o início de 2020, acusado de usar sua posição para ajudar a contrabandear Khat para os Estados Unidos.

Khat é uma planta que contém duas drogas estimulantes principais que podem acelerar a mente e o corpo com efeitos considerados semelhantes, mas menos poderosos, aos da anfetamina.

Principalmente encontrado no Nordeste da África e na Península Arábica, a Khat não é ilegal em vários países, incluindo a Etiópia e a Somália. As folhas da planta, que são mastigadas para produzir o efeito estimulante, continuam populares entre algumas populações de imigrantes. A Khat, no entanto, contém os estimulantes Cathine e Cathinone, ambos proibidos nos Estados Unidos.

Adil Munir Yusuf, de 53 anos, trabalha para a American Airlines há mais de 22 anos no Aeroporto Internacional de Los Angeles. Os promotores acusam Yusuf de ajudar a contrabandear mais de 80.000 libras (cerca de 36 mil quilos) de Khat para os Estados Unidos entre 2015 e 2020.

O valor das drogas de rua foi estimado em US$ 82 milhões. Yusuf e cinco outros réus também são acusados ​​de lavagem de dinheiro depois que o produto da venda de drogas foi transferido para a Etiópia.

Os promotores afirmam que Yusuf usou seus benefícios de voo significativos que a American Airlines deu a ele como parte de seu trabalho para ajudar na trama. Usando os privilégios de ‘passe de amigo’, seus co-conspiradores podiam voar para países onde a droga era legal e subornar funcionários estrangeiros para rotular os carregamentos como itens legais nos Estados Unidos, como chá.

“Yusuf abusou de uma posição de confiança (mecânico de linha aérea com acesso especial a aeroportos e aviões) ao usar os benefícios das companhias aéreas para viagens para transações de drogas”, alegam documentos judiciais protocolados por promotores federais e relatados pelo Dallas News.

Yusuf está sob custódia desde janeiro. A audiência preliminar final não está programada para ocorrer ao menos até fevereiro de 2021.

Sua equipe de defesa insiste que ele é inocente e tem sido um funcionário exemplar que até ganhou um prêmio da American Airlines. Nenhuma Khat foi encontrada com Yusuf quando ele foi preso.

Os defensores da Khat afirmam que a droga não é mais viciante ou prejudicial do que uma xícara de café forte, mas a Drugs Enforcement Administration (DEA) diz que ela tem alto potencial se usada em abuso e pode levar a delírios, danos ao fígado e complicações cardíacas.

Este não é o primeiro caso recente de um mecânico da American Airlines fazendo uso de sua posição para atuar em esquemas envolvendo drogas. Veja a seguir outra ocorrência:

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias