Primeira empresa aérea de baixo-custo do mundo chega aos 50 anos com fôlego total

A Southwest Airlines, empresa aérea que mudou o mundo com a introdução do conceito low-cost, low-fare, ou “baixo-custo, tarifa baixa”, completou ontem 50 anos de voos. Para comemorar, a empresa apresentou uma nova aeronave com libré especial.

Foto: Stephen M. Keller / Southwest Airlines

Fundada pelo visionário Herb Kelleher, a empresa texana começou a voar em 18 de junho de 1971 entre Houston, Dallas e San Antonio. Os voos aconteciam todos dentro do estado e, por isso, tinham um diferencial: não precisavam seguir algumas regras federais.

Nos EUA, cada estado é um membro da federação, com liberdade para legislar sobre os diferentes assuntos. E o Texas é conhecido por ser um dos estados mais “soltos” do país, com poucas leis restritivas em diversos sentidos, inclusive na aviação.

Na época, assim como no Brasil, os preços de passagens aéreas eram tabelados, com preços mínimos. Desta maneira, promoções não existiam e as empresas disputavam apenas na prestação de serviços.

Foi aí que Herb teve a sacada que viraria o jogo. Já que a lei era para voos considerados “nacionais” e não estaduais, ele foi até a justiça para garantir o direito de liberdade tarifária, e conseguiu, mesmo com a apelação das grandes concorrentes da época, a Braniff, Trans-Texas Airways e Continental Airlines.

O conceito de Herb é copiado hoje pela maioria das empresas aérea do mundo em algum nível. Apesar de bastante variadas de empresa para empresa, as bases do modelo são parecidas: a simplificação de frota, otimização da malha oferecendo poucos ou quase nenhum voo com escala, aumento no número de assentos das aeronave e serviço de bordo básico.

Tudo isto acarreta numa redução de custo, daí o termo low-cost, que, por sua vez, pode (ou não) ser repassada ao consumidor numa tarifa baixa, surgindo daí o termo low-fare.

Das três concorrentes que foram à justiça contra Herb, nenhuma delas existe mais, sendo as duas últimas incorporadas por empresas maiores e a Braniff sucumbiu com a entrada de novos concorrentes com a liberdade tarifária, já imposta a nível federal em 1977.

A Southwest começou apenas com jatos Boeing 737-200 e foi crescendo nas últimas décadas, sempre se destacando pelo carisma no atendimento e felicidade dos funcionários. Hoje é a maior operadora mundial do Boeing 737 com mais de 700 jatos do modelo.

Ela foi eleita por diversos anos como a melhor empresa aérea para se trabalhar e é hoje a única empresa que não cobra por bagagens despachadas, independente da tarifa. Inclusive, uma oferta recente permitiu até uma segunda mala, o que tem levado algumas pessoas a despacharem até macarrão de piscina para ganharem apostas com amigos.

Cinquentão com 50% off e 50 mil pontos

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Aeroporto de Guarulhos alerta sobre vagas de emprego falsas

0
A GRU Airport, concessionária que administra o aeroporto internacional de São Paulo, em Guarulhos, fez um alerta ao público em geral.