Primeiro Airbus A380 aposentado da Air France faz o último voo de sua vida

O primeiro Airbus A380 aposentado pela Air France acaba de fazer seu voo final. A aeronave voou de Dresden, na Alemanha, para Knock, na Irlanda. No aeroporto irlandês, a aeronave será desmontada e transformada em peças de reposição.

Foto: Ireland West Airport

Com apenas 10 anos de idade, é consenso que esse Airbus A380 é muito novo para ser aposentado e, mais ainda, para ser desmontado. Mas esse acabou sendo seu destino devido à falta de interesse de outras empresas aéreas em operá-lo.

Certa vez, o CEO do grupo Air France – KLM, Ben Smith, disse assim: “Obviamente, ele tem um papel especial em aeroportos congestionados. E é um ótimo avião para companhias aéreas que precisam atender a uma necessidade específica. Mas, para nós, os aeroportos não estão cheios… [Temos] quatro pistas paralelas [em Paris], que ainda têm capacidade. Para a maioria dos nossos principais destinos, ainda temos os slots e a capacidade de oferecer as frequências que queremos”

Ele também defendeu a aposentadoria citando a modernização do interior da aeronave. Seria um processo custoso, de quase US$ 38 milhões por aeronave, sendo que o avião já não era mais adequado. Essa falta de sentido em mantê-lo na frota, levou à decisão de aposentar de vez o A380.

O voo do adeus

Ontem, 20 de fevereiro, avião matriculado F-HPJB realizou seu voo final. A aeronave decolou às no meio da tarde da Alemanha para Knock, onde ficará sob responsabilidade da empresa Eirtrade e será demolida. 

O avião passou os últimos dois meses em Dresden, estocado, após ter feito seu último voo comercial na véspera de do ano novo. Naquele momento, apesar da aeronave já estar sem a pintura da Air France, ainda era alta temporada e a companhia francesa o alugou do lessor Dr. Peters Group para um voo entre Xangai e Paris.

A380
O voo derradeiro – imagem FlightRadar24

Uma vez em Knock, a aeronave começará a ser desmontada. Esse será o terceiro Airbus A380 a ser destruído, seguindo o destino que tiveram dois aviões do mesmo modelo que já foram da Singapore Airlines.

Por que os Airbus A380 estão sendo aposentados?

O Airbus A380 entrou no mercado num momento de franco crescimento, mas a rápida transformação do mercado e das novas tecnologias, principalmente em motores e componentes, tem tornado aeronaves de quatro motores muito custosas. As novidades na motorização dos aviões trazem muito mais confiabilidade para os bimotores, aliada a um menor consumo de combustível que reflete numa operação mais eficiente para as empresas aéreas.

No entanto, a saída definitiva de operação ainda levará vários anos, já que ainda há rotas em que o A380 se encaixa bem, como aquelas para aeroportos com slots muito concorridos e alta demanda. São os casos de Londres – Heathrow e Los Angeles, por exemplo.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Avião Ilyushin IL-76TD Volga-Dnepr

Veja imagens do raro avião IL-76 e saiba o que veio...

0
O IL-76 veio realizar uma operação de exportação de uma peça especial muito pesada, que não seria capaz de ser carregada em aviões comuns.