Primeiro avião Beluga da história nunca mais transportará peças para a Airbus

A primeira e icônica aeronave de transportes especiais construída pela Airbus, o Airbus Beluga ST, foi registrado ontem, 27 de abril, realizando seu último voo operacional para a fabricante, rumo à sua aposentadoria.

Imagem: Maarten Visser de Capelle aan den IJssel / CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

Após mais de 26 anos de operações, segundo dados do Planespotters, o exótico Airbus A300-600ST Beluga, registrado sob a matrícula F-GSTA, o primeiro entre cinco construídos pela Airbus, realizou ontem seu último voo operacional, partindo de Hamburgo, na Alemanha, com destino a Toulouse, na França.

Segundo mostram os dados gravados pela plataforma RadarBox, o Beluga #1 decolou do Aeroporto Internacional de Hamburgo às 17h09 UTC e realizou um voo de pouco mais de duas horas, pousando no Aeroporto de Toulouse-Blagnac, onde fica localiza a sede da Airbus e uma de suas plantas de produção.

Imagem: RadarBox

Antes do último pouso, a aeronave havia realizado 3 deslocamentos em voos operacionais da Airbus, sendo o primeiro saindo de Toulouse para Hawarden, no País de Galles, o segundo de Hawarden para Hamburgo e, por último, de Hamburgo até Toulouse.

O modelo foi criado exclusivamente para transportar peças de aviões da Airbus, como asas completas, entre suas unidades de produção em diferentes países da Europa.

Entusiastas da aviação registraram esses últimos momentos do Beluga #1 e compartilharam em suas contas pessoais do Twitter. Veja algumas imagens:

À medida que as cinco aeronaves construídas a partir do Airbus A300 estão sendo aposentadas, as novas ‘baleias’, designadas BelugaXL, que foram baseadas no Airbus A330, começaram as operações no começo de 2020. A designação XL (em referência a “eXtra Large”) indica uma expansão em relação ao Airbus Beluga original, que agora ganhou 35% mais espaço de armazenamento.

Leia mais sobre o Airbus Beluga:

Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias