Após 40 anos, Singapore Airlines volta a ter um Boeing 737 com suas cores, e é um MAX

Após quatro décadas sem utilizar o mais popular dos modelos da Boeing, a Singapore Airlines já tem um 737 para chamar de seu novamente: um MAX 8 que acaba de sair do hangar de pintura da Boeing.

Boeing 737 Singapore Airlines

O jato foi flagrado pelo spotter Woody Aeroimages no Boeing Field, berço da fabricante americana e é a primeira vez em quase 40 anos que um 737 ostenta as tradicionais cores da Singapore Airlines.

A última vez que isso aconteceu foi num breve período entre 1972 e 1980, quando alguns 737-100 compunham a frota da MSA, a Malaysia-Singapore Airlines, uma joint-venture dos governos malaio e cingapuriano que durou poucos anos. Em 1972, devido a divergências dos governos, a empresa foi dividida em duas: a Malaysia Airlines e a Singapore Airlines.

Os 737 ficaram em Cingapura por algum tempo até que a empresa decidiu focar cada vez em mais voos longos e priorizou aeronaves maiores em 1980, resultando na retirada de operação do modelo. Depois disso, ela nunca mais adquiriu jatos do tamanho do porte do 737, e hoje opera uma frota totalmente de jatos de fuselagem larga (dois corredores), em contraste ao único corredor do 737.

Mas a Singapore não encomendou o 737

737 MAX 8 da Silk Air © Boeing

Então, como o jato foi parar na pintura da empresa?

A resposta é bastante simples, já que, em 2012, a Silk Air encomendou um mix de jatos 737NG e 737MAX para substituir o Airbus A320 e expandir sua frota. A SilkAir foi fundada em 1989 como TradeWinds, uma subsidiária regional da Singapore Airlines, operando voos curtos para destinos regionais em todo o sudeste asiático.

Em maio do ano passado, a empresa-mãe decidiu que iria reformar todos os interiores dos aviões da SilkAir e também iria absorvê-la por completo, marcando o fim da marca. Assim, isso resultou na imagem que vemos na abertura desta matéria, com um 737 MAX 8 nas cores da Singapore, com a matrícula 9V-MBN. É o primeiro MAX a receber as tradicionais cores da empresa mais premiada do mundo.

Ao todo serão 37 jatos MAX 8 que a Singapore receberá, e seis deles já foram entregues antes da paralisação global do 737 MAX em março. Os aviões continuam com as cores da SilkAir e estão estocados em Alice Springs, no meio do Outback, o deserto australiano. Os aviões estão configurados para 144 assentos na Econômica e 12 na Executiva.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Avião Airbus A330-300 Delta Air Lines

Delta testará viagem aérea ‘livre de Covid e de quarentena’, será...

0
A empresa aérea e os aeroportos de Atlanta e de Roma se juntaram em um inédito programa transatlântico de teste de COVID-19.