Primeiro voo à vista: se aproxima a decolagem do avião regional elétrico Alice

A Eviation Aircraft, uma fabricante de aeronaves totalmente elétricas com capital israelense e americano, anunciou que recebeu a primeira EPU (Electric Power Unit) da Alice, seu projeto atual. O motor, construído pela empresa magniX, é um marco na construção da aeronave, enquanto ela se prepara para seu voo inaugural no final deste ano.

A aeronave Alice é totalmente elétrica e pode transportar nove passageiros por até 815 quilômetros, sendo movida exclusivamente por sistemas de propulsão magniX. Os sistemas de propulsão estão sendo testados e certificados em voo desde dezembro de 2019, seguindo seu caminho de obter a certificação FAA Part 33 em 2022. As EPU fornecem um nível excepcional de redundância e confiabilidade com desempenho consistente, diz a empresa.

“A entrega do magniX é uma das etapas essenciais para tirar do solo a aviação totalmente elétrica, livre de emissões e de baixo custo com o primeiro voo de Alice”, disse Omer Bar-Yohay , CEO da Eviation. “Depois de muitos voos e testes bem-sucedidos das EPUs, estamos confiantes de que o sistema nos impulsionará a comercializar Alice e fornecer uma solução de mobilidade sustentável e escalável que revolucionará os voos de passageiros e carga”.

“A Alice é a epítome do futuro das viagens aéreas. Por seu design visando uma operação totalmente elétrica, ela tira proveito de sistemas de propulsão leves, poderosos e confiáveis”, disse Roei Ganzarski , CEO da magniX. “Juntos, vamos tornar possível uma experiência de voo excepcional – zero emissões, mais silencioso, menos caro, tudo de e para aeroportos próximos a mais comunidades”.

A Eviation lançará em breve um programa de testes e certificação de voo. A Alice foi apresentada ao público pela primeira vez no Paris Airshow de 2019.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias