Programa de reciclagem da Azul comemora a marca de 25 toneladas de latinhas recicladas

Iniciativa pioneira no setor aéreo, o programa de reciclagem da Azul comemora, no Dia Mundial do Meio Ambiente, a marca de 25.300kg de resíduos reciclados. Resultado do trabalho de coleta seletiva e reciclagem das latinhas de refrigerante e outros materiais gerados no serviço de bordo da companhia, os números representam o volume acumulado em quatro anos de operação do ReciclAzul. O programa, que se tornou um aliado na preservação do meio ambiente, vem diminuindo impactos sobre a natureza e trazendo soluções positivas para as regiões onde atua.




O ReciclAzul acontece em voos com destino a São Paulo (Campinas e Guarulhos), Confins e Recife. Juntas, as quatro cidades recebem, em média, cerca de 300 voos diários da Azul. A coleta começa em voo, com a separação das latinhas de alumínio em sacos de cores diferentes. Em solo, um time fica responsável por retirar os resíduos da aeronave e colocá-los em um local pré-definido para armazenamento dos materiais recicláveis. Só depois dessa etapa é que as latinhas consumidas durante a viagem são levadas para a cooperativas de reciclagem, que fazem a segregação “fina” e destinam o material para as indústrias recicladoras.

O Vice-Presidente de Pessoas e Clientes da Azul, Jason Ward, exalta o pioneirismo do programa de coleta seletiva da companhia e destaca que novas ações devem ser desenvolvidas até o fim do ano, com o objetivo de promover atividades de proteção e preservação do meio ambiente.

Além de reaproveitar os materiais, o ReciclAzul apoia socialmente as comunidades locais onde atua e colabora para diminuir a carga de lixo nos aterros. O objetivo e desafio até o fim do ano será expandir o programa para outras bases de operação e melhorar os resultados da coleta.

Além de ampliar o serviço para outras cidades, a intenção da companhia é promover a reciclagem completa de todos os materiais gerados a bordo, inclusive das embalagens de snacks servidos gratuitamente aos Clientes da empresa.

 
Informações pela Assessoria de Imprensa da Azul.
 

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.