Início Empresas Aéreas Projeto de regionalização da malha aérea da Bahia une Setur e Abaeté...

Projeto de regionalização da malha aérea da Bahia une Setur e Abaeté Aviação

Com a rota Salvador-Mucugê já em operação desde junho, a empresa Abaeté Aviação deverá voltar a fazer a ligação da capital com Morro de São Paulo em outubro e planeja inaugurar mais duas ligações no próximo verão, com Boipeba e Maraú.

O plano de crescimento da empresa aérea 100% baiana foi apresentado por diretores ao secretário estadual do Turismo, Maurício Bacelar, na última quinta-feira, 8 de julho, na Secretaria de Turismo do Estado (Setur).

“A conectividade aérea é primordial para o turismo, e a Abaeté é um patrimônio da Bahia. Por isso queremos ampliar esta parceria, fazer as intermediações que forem necessárias para aumentar o número de voos para destinos baianos, pois quem ganha é o nosso estado”, disse Maurício Bacelar.

Uma das propostas do secretário é buscar cooperação das prefeituras do interior para viabilizar as operações aéreas. A parceria pode auxiliar no processo de regionalização da malha aérea, uma de suas metas à frente da Setur para impulsionar a atividade turística em todo o estado.

A proposta vai ao encontro do projeto de expansão, no segmento de voos regulares, da própria Abaeté, que procura meios de viabilizar, com benefícios e incentivos, sua ampliação no mercado baiano.

“Queremos resgatar esta nossa identidade de empresa baiana e levar isto para os próprios baianos e as pessoas de fora, nos colocando à disposição para auxiliar no turismo, que é o nosso trabalho”, explicou o sócio-diretor, Guilherme Mello.

Operações

Com 42 anos de atuação no mercado aéreo brasileiro, a Abaeté opera nos segmentos de aeromédico e de aviação executiva (fretamento), entre outros, e desde 2020 retomou as atividades como linha aérea com a rota Salvador-Morro de São Paulo. Inaugurada em dezembro, a ligação, com dois voos diários, foi interrompida em março e retorna em outubro.

“Nossa missão é conectar destinos únicos para o Brasil e o mundo de forma ágil, segura e confortável, com a meta de, até 2025, ser a empresa com mais destinos na aviação regional brasileira”, afirmou o CEO da companhia, Héctor Hamada.

A Abaeté é filiada à Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) e à Associação Latino-americana e do Caribe de Transporte Aéreo (Alta) e possui certificação internacional de qualidade e segurança operacional da ISSA – IATA Standard Safety Assesment.

A base de operações é no aeroporto de Salvador e a frota é composta de oito aeronaves para linhas aéreas, sendo cinco do modelo Cessna Caravan, com capacidade para nove passageiros, e três Embraer Bandeirante, para 14 passageiros.

No dia 17 de junho, a empresa deu mais um passo como operadora de voos comerciais regulares, inaugurando a rota que liga o aeroporto de Salvador com o aeródromo da Fazenda Progresso, onde se desenvolve um grande polo de enoturismo, em Mucugê, na Chapada Diamantina. São dois voos semanais de ida e volta, às quintas e aos domingos, informou o diretor Tiago Tosto.

Informações da Ascom / Setur-BA

Sair da versão mobile