Protótipo do Boeing 737 MAX chega à China e está pronto para ‘segurar o rojão’

Imagem: Boeing

Como antecipamos, um avião Boeing 737 MAX chegou à China na manhã do último sábado (7) para iniciar os testes que levarão à liberação do jato para voar comercialmente novamente naquele país. Espera-se que ele esteja preparado para iniciar os testes de voo com oficiais da autoridade chinesa em 11 de agosto, que prometem ser bastante rigorosos.

A aeronave, matriculada como N7201S, pousou com o número de voo BOE-701 no Aeroporto Internacional de Xangai às 10:40 locais, após um voo de 4 horas e 40 minutos proveniente de Guam. Como o MAX permanece impedido de entrar no espaço aéreo russo, o voo teve que seguir por uma rota mais longa cruzando o Oceano Pacífico e com duas escalas, no Havaí e em Guam.

Em uma nota genérica, a Boeing disse apenas que “continua a trabalhar com reguladores globais à medida que eles completam seus processos de validação”. Por sua vez, a Administração de Aviação Civil da China não respondeu a um pedido de comentário da Reuters.

A China foi um dos primeiros países a proibir os voos do Boeing 737 MAX e agora está se colocando como um dos últimos para liberá-lo.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Primeiros testes de voo com combustível SAF nos 2 motores mostram...

0
A Airbus anuncia hoje que as descobertas do estudo pioneiro mundial forneceram resultados iniciais promissores.