Início Empresas Aéreas Qantas pensa em enviar mais Airbus A380 para estocagem de longo prazo

Qantas pensa em enviar mais Airbus A380 para estocagem de longo prazo

A empresa aérea de bandeira da Austrália estaria considerando trasladar alguns de seus Airbus A380, para armazenagem por longo período nos Estados Unidos, uma medida que demonstraria a provável aposentadoria antecipada de alguns dos seus superjumbos.

Avião Airbus A380 da Qantas
Imagem: Airbus.

De acordo com o The Sidney Morning Herald, a Qantas está pensando em transferir alguns de seus Airbus A380 para armazenamento de longo prazo no deserto da Califórnia. Atualmente, a companhia aérea não está operando nenhum voo internacional de passageiros devido à pandemia e está fazendo uma revisão detalhada de quantos jatos serão necessários durante a recuperação da crise global da saúde, que deverá levar alguns anos.

Em maio, o CEO da Qantas, Alan Joyce, declarou estar interrompendo os trabalhos de revitalização nos doze A380 da frota, sinalizando a possibilidade da aérea retirar alguns deles de serviço.

Ainda segundo o The Sidney Morning Herald, fontes na Empresa indicaram que a Qantas estaria cogitando o envio de até seis aeronaves para locais como Victorville ou Mojave, ambos na Califórnia, nos EUA.

Uma porta-voz da companhia disse que a aérea espera manter seus doze A380 armazenados por algum tempo, enquanto a empresa aguarda pela recuperação da demanda nas viagens aéreas.

Por que na América?

Locais destinados a estocagem por longo período precisam ser de clima árido (baixíssima umidade), desta forma se reduz a corrosão nas aeronaves, e as mantem em boas condições para retornar ao serviço. Assim, o Deserto de Mojave ou Victorville, tornam-se locais ideais para este tipo de armazenamento.

Apesar disso, mesmo quando uma empresa decide fazer um armazenamento desse tipo, não significa que a aeronave não voltará mais a operar em sua frota, ainda mais no momento atual, com muitas empresas enviando centenas de aeronaves para guarda em regiões áridas.

De acordo com o periódico australiano, os A380 da Qantas estão armazenados atualmente em Sidney e em Melbourne, ambos na Austrália, há um em Los Angeles, nos EUA, e outro em Dresden, na Alemanha, onde passava por retrofit.

Futuro indefinido

Nada no futuro do gigantesco jato parece definido, mas algumas empresas já anunciaram a aposentadoria do modelo recentemente, como a Air France. A Lufthansa, que enviou para armazenagem de longo prazo na Espanha, sete de seus catorze A380, anunciou que encerrará a base do modelo em Frankfurt, e mesmo a Emirates, cujo presidente Tim Clark, recentemente declarou que o superjumbo tem lugar garantido no futuro das operações, já está enviando seu primeiro A380 para o descanso final.

Assim, os passos da Qantas são acompanhados por todos no setor aéreo e também pelos fãs do gigantesco quadrimotor em todo o planeta, criando uma expectativa sobre o futuro do modelo, não só na aérea australiana, mas nas demais operadoras que ainda contam com o jato em suas frotas, e que ainda não deixaram claro qual caminho irão seguir.