Aérea australiana Qantas lança roupas de grife para aumentar receita

A Qantas continua a investir criativamente no mercado alternativo como estratégia para aumentar receitas. A companhia australiana acaba de lançar a própria linha de roupas esportivas voltada para o segmento de luxo.

As vendas começaram na quarta-feira, dia 13, na loja online oficial da empresa. As roupas são assinadas pelo designer de moda australiano Martin Grant, um dos mais respeitados estilistas do mundo atualmente. De acordo com informações divulgadas pela companhia, Grant se inspirou nas marcas icônicas da Qantas ao longo da história e apresenta uma mistura de logotipos vintage da companhia em “roupas esportivas para uso diário”.  

A coleção inclui suéteres de caxemira, moletons, camisetas e uma bolsa de praia, entre outras peças, todas em edições limitadas.

“Esta coleção é composta por formas clássicas, estilos confortáveis ​​e materiais que respeitam o meio ambiente. Mas os heróis do desenho são os logotipos que evocam tantas boas memórias para os australianos ”, disse Martin Grant, por meio de nota da companhia. “A marca Qantas está inserida na história da Austrália. Eu queria que esta coleção fosse um aceno para o passado, mas também uma peça valiosa para o futuro ”, finaliza.

A CEO da Qantas Loyalty, Olivia Wirth, disse que as peças desenhadas pelo designer serão muito populares entre os clientes. “Os passageiros frequentes da Qantas têm um grande carinho por nossa marca e herança. O fato de nossos logotipos icônicos aparecerem em uma coleção com um design tão bonito tornará essa linha muito procurada por pessoas apaixonadas por aviação e moda”, declarou Olivia.

A coleção está disponível para compra exclusivamente na Qantas Rewards Store e deve durar apenas até o fim do estoque atual. Os preços variam entre AU$150,00 (R$600,00) para uma camiseta simples, até AU$450,00 (R$ 1.790,00) para um suéter de caxemira.

A Qantas tem investido em ações diversas para compensar a perda de receita sofrida com a crise da aviação mundial. Recentemente, a empresa iniciou a venda de carrinhos cheios com bebidas e amenidades da classe executiva de seus Boeing 747 e teve bons resultados. A companhia também tem vendido ativos, aposentado aeronaves e apostado em voos sem destino para passageiros que desejam matar a saudade de voar.

Fabio Farias
Jornalista e curioso por natureza. Passou um terço da vida entre aeroportos e aviões. Segue a aviação e é seguido por ela.

Veja outras histórias