Qantas lucra $1 milhão ao vender carros de bebidas dos Boeings 747, carregados

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Após aposentar definitivamente seus enormes e históricos Boeings 747, a companhia australiana Qantas resolveu abrir seu galpão de armazenamento de memorabilia para os interessados em ter um artigo do Jumbo em sua casa.

Mil carrinhos de bebidas dos 747 da empresa, carregados com itens como champanhe e vinhos australianos e alguns itens exclusivos do serviço de bordo dos voos da Qantas, foram colocados à venda nesta quinta-feira, segundo relata o Executive Traveller.

Todos os 1000 foram vendidos em algumas horas, gerando cerca de US$ 1 milhão em receita para a companhia aérea.

Os carrinhos de bar foram removidos das recém-aposentadas aeronaves Jumbo da companhia aérea antes que voassem para o deserto da Califórnia. A Qantas operou várias séries da “Rainha dos Céus” por quase 50 anos antes de aposentar o modelo há poucos meses, como parte de sua resposta à crise da COVID-19.

O gerente executivo de produtos e serviços da Qantas, Phil Capps, diz que a companhia aérea queria oferecer uma peça física do legado do 747. “Esses carrinhos serviram bem à Qantas e aos nossos clientes durante suas viagens pelo mundo de Londres e Los Angeles a Cingapura e Santiago, cada um com uma média de 2.000 voos. Embora não tenhamos mais uso para eles, eles ainda têm vida neles, especialmente para aqueles que apreciam os itens colecionáveis ​​da aviação e têm um olho para o design.”

Avião Boeing 747-400 Qantas
Boeing 747-400 da Qantas – Imagem: Brian from Toronto, Canada / CC BY-SA

Phil comenta que tem havido uma grande demanda por memorabilia do 747 da Qantas e os passageiros frequentes expressaram grande interesse em diversos itens, especialmente nos carrinhos de serviço. “O fato de eles virem totalmente abastecidos com alguns dos itens de serviço a bordo mais populares da Qantas espero que inspire alguma diversão voando alto em casa”, brinca o gerente.

O carrinho de meia-capacidade do 747 contém 40 mini garrafas de vinho branco, 40 mini garrafas de vinho tinto e uma garrafa de champanhe da adega da classe executiva, dois kits de amenidades de classe executiva contendo ASPAR Travel Essentials, uma manta Sheridan feita exclusivamente para a primeira classe da Qantas, 100% algodão penteado, e dois roupões de classe executiva da Qantas.

Estes carrinhos custaram $ 974 (R$ 3800), incluindo a entrega, e um pequeno número de carrinhos de capacidade completa estava disponível com o dobro dos itens por $ 1474 (R$ 5800), incluindo entrega.

A Qantas está passando por uma campanha de redução de custos de $ 15 bilhões em três anos para ajudá-la a superar a crise pandêmica. Ela não espera retomar voos internacionais regulares novamente até meados de 2021.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Veja como funciona o treinamento de realidade virtual da KLM nos...

0
A companhia holandesa KLM iniciará o treinamento em aeronaves Embraer, sendo a 1ª a usar a realidade virtual dessa forma ao treinar pilotos.