Qatar acorda com Airbus atrasar entrega de aviões e ameaça a Boeing

A Qatar Airways enfim chegou a um acordo com a Airbus para atrasar a entrega de aviões devido à queda nas viagens induzida pela pandemia, mas continua em negociações com a Boeing sobre adiamentos, disse o presidente-executivo da companhia na quarta-feira (2), reportou o site parceiro Aviacionline.

“Temos a capacidade de antecipar as entregas se houver uma recuperação nas viagens aéreas”, disse o CEO da Qatar Airways, Akbar al-Baker, sobre o negócio com a Airbus durante a Cúpula de Aviação do Pacífico da CAPA Austrália, sem fornecer mais informações. Al-Baker disse que a companhia aérea não chegou a um acordo com a Boeing.

“No que diz respeito à Boeing, ainda estamos em negociações com eles, mas independente do que eles acreditem, um fabricante de aeronaves precisa agradar seus clientes em tempos difíceis”, disse. “As pessoas que não nos agradam e não nos apoiam neste momento difícil nunca mais nos verão.”

Conforme relatado pela Reuters, a Qatar Airways disse em junho que não aceitaria nenhuma nova aeronave encomendada da Boeing ou Airbus em 2020 ou 2021, acrescentando que haveria um efeito indireto nas entregas futuras devido à pandemia de COVID-19.

A companhia aérea tem pedidos para 27 A350-1000 e 50 A321neos, de acordo com o site da Airbus. Ela também encomendou 60 777Xs, cinco cargueiros 777 e 23 787-9s da Boeing, de acordo com o site do fabricante dos EUA.

A Qatar Airways também tinha encomendados jatos 737 MAX para sua companhia aérea Air Italy, antes de seu colapso, mas essas aeronaves não vêm mais e a empresa árabe está renegociando esse contrato com a Boeing, disse Al-Baker.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Viracopos implanta programa Fast Lane: desembarque de cargas até 50% mais...

0
O Programa Fast Lane oferece um atendimento diferenciado às empresas aéreas cargueiras, premiando sua assiduidade e previsibilidade.