Qatar Airways aposentará 57 Boeing 777, vários deles com menos de 5 anos de uso

Durante uma nova entrevista, o executivo-chefe da Qatar Airways, Akbar Al Baker, revelou novos planos para a frota da empresa. As novas projeções se somam às recentes informações de que a empresa não receberá nenhum novo avião até o final de 2021.

Segundo entrevista de al-Baker ao Executive Traveler, toda a frota de 57 aeronaves Boeing 777 será aposentada pela Qatar Airways dentro de três a quatro anos.

Isso significa que a companhia aérea com sede em Doha deixará de operar todos os seus 48 jatos Boeing 777-300ER e 9 777-200 até 2024, segundo dados do Planespotter, dos quais, alguns exemplares têm menos do que dois anos de uso. Enquanto isso, a frota de 21 777F (cargueiros) permanecerá na empresa.

Al-Baker também revelou que a frota de Airbus A330, alguns com mais de 15 anos, já estava sendo desativada e que 29 aeronaves Airbus A320 de corredor único provavelmente serão retiradas nos próximos anos (para dar lugar aos A321 novos). O executivo-chefe disse que os aviões estão prontos para serem substituídos por aeronaves novas e mais eficientes em termos de combustível.

Por outro lado, o al-Baker não comentou nada sobre o status dos 60 Boeing 777X de última geração que a empresa tem encomendados com a Boeing. Presume-se que esses serão recebidos, sem alterações no pedido, e que serão usados para substituir os 777-200 e os 777-300 no futuro. 

Baker também disse à Executive Traveller que a Qatar deverá ter novos assentos para o 777X, que podem incluir um produto de primeira classe “muito exclusivo”, com apenas quatro assentos, para passageiros ultra-ricos. Sobre esse, ele não quis dar mais detalhes.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias