Qatar Airways confirma que fornecerá ajuda bilionária para a LATAM

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A Qatar Airways confirmou, através de seu CEO, que irá ajudar financeiramente a LATAM, que entrou em recuperação judicial. Citando que a empresa latina é essencial para os planos de longo prazo da aérea árabe, Akbar al Baker contribuiu para dar uma injeção de ânimo no mercado.

Airbus A350 da LATAM que estava na Qatar Airways

Em entrevista à Bloomberg, o CEO da Qatar Airways afirmou que até agora a empresa tem “andado com as próprias pernas”, sem precisar de dinheiro do governo do Catar. No entanto, ele afirmou que, se a crise continuar no ritmo atual, pode ser que recorram ao estado.

E como a Qatar Airways ao estado pertence, levantar novos recursos não é um problema, ainda que eles sejam destinados a aportar em negócios estratégicos ao redor do mundo, como é o caso da Latam Airlines, onde a empresa árabe já possui 10% das ações com direito a voto.

Citando a importância que a Latam tem no portifólio da Qatar, al Baker disse que (o investimento na Latam) “é um investimento de longo prazo, e é claro que iremos ajudá-los”.

Tal fala foi suficiente para animar os mercados e as ações da Latam subiam fortemente nessa quarta-feira nas Bolsas de Nova Iorque e Santiago.

Investimento bilionário

Quando a LATAM entrou em recuperação judicial na semana passada, tanto a Qatar quanto a família Cueto se posicionaram no sentido de financiar a empresa a fim de suportarem o processo de recuperação judicial da latina. O valor total a ser aportado por ambos, em conjunto, está na casa dos $900 milhões de dólares, o que equivale a R$4,58 bilhões na cotação atual da moeda estadunidense.

Este financiamento será feito na forma de um DIP, que é uma espécie de financiamento que pode ser feito apenas quando a empresa entra em Recuperação Judicial (Chapter 11) nos EUA. Nele, a parte que financia (Cueto e Qatar) não tem a posse de bens (da LATAM) como garantia do empréstimo, mas terá prioridade no recebimento do seu dinheiro, passando na frente de outros credores.

A Delta Airlines, que detém 20% da Latam, não entrará com um novo aporte, já que está recebendo ajuda do governo americano para pagar suas próprias contas e o programa não permite o uso dos recursos públicos em investimentos de risco, como esse.

Não foi divulgado para que áreas este montante será destinado, tampouco quais divisões da LATAM na América do Sul o receberão. Vale lembrar que as divisões da empresa na Argentina, Brasil e Paraguai não entraram em Recuperação Judicial.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias