Depois do “voo para lugar nenhum”, Qantas lança o “voo para algum lugar”

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A Qantas anuncia hoje (29) que irá operar uma série de voos para uma escapadela para alguns dos principais destinos de férias da Austrália, após o sucesso de seu recente “voo para lugar nenhum” de turismo aéreo panorâmico de 8 horas.

Avião Boeing 737-800 Qantas
Boeing 737 da Qantas – Imagem de domínio público

À medida que mais fronteiras domésticas se abrem, a companhia aérea nacional informa que ampliará o conceito de voo panorâmico “para lugar nenhum” (ou seja, que decola e pousa no mesmo aeroporto apenas para os passageiros passearem), passando a oferecer uma estadia de uma noite em alguns dos locais mais icônicos da Austrália, enquanto ainda mantém os espetaculares sobrevoos de baixo nível.

O primeiro dos chamados “Scenic Flight Getaways”, que a própria companhia brinca ao nomear de “voos para algum lugar”, levará 110 passageiros a bordo de um Boeing 737 de Sydney a Uluru para conhecer um dos locais culturalmente mais significativos do país.

O presidente-executivo do Grupo Qantas, Alan Joyce, disse que nunca houve melhor momento para inovar, promovendo o próprio quintal e apoiando as operadoras de turismo duramente atingidas.

“Ficamos surpresos com a resposta ao nosso voo panorâmico, enquanto a maioria das restrições de fronteira ainda existiam. Esgotou em 10 minutos e o feedback das pessoas a bordo foi fantástico. Mesmo os passageiros mais frequentes disseram que nunca haviam experimentado a Austrália do ar dessa forma. E nossa tripulação adorou estar de volta a bordo”, comentou Joyce.

A Qantas informa que, agora que mais fronteiras estão começando a se abrir, está fazendo parceria com operadoras de turismo para oferecer os voos para destinos especiais. Mesmo que os assentos sejam limitados, a companhia acredita que a conscientização gerada por esses voos é uma ótima maneira de fazer mais pessoas pensarem sobre onde poderiam passar as férias de verão.

O primeiro Scenic Flight Getaway decolará no sábado, 5 de dezembro, e a estadia noturna incluirá um café da manhã com champanhe antes do voo para Uluru, que fará um sobrevoo de baixo nível no Porto de Sydney na partida e depois sobre Uluru e Kata Tjuta.

Durante a estadia, os hóspedes poderão desfrutar de um workshop prático de arte indígena, uma Night at Field of Light (Noite de Luz no Campo) incluindo um jantar de três pratos sob as estrelas usando ingredientes nativos, com uma apresentação de didgeridoo e uma interpretação indígena do céu noturno.

Na manhã seguinte, os passageiros assistirão ao nascer do sol sobre Uluru e farão uma caminhada guiada até o Muitjulu Waterhole, bem como uma visita à vizinha Kata Tjuta antes de um café reforçado no final da manhã e um voo de volta a Sydney com um sobrevoo final ao porto antes de pousar.

O preço para participar da experiência na Classe Executiva é de 3.999 dólares australianos (16.100 reais) por pessoa, ou de 2.499 dólares (10.100 reais) por pessoa na Classe Econômica.

O voo operará com emissões líquidas zero – com 100% das emissões de carbono compensadas. As compensações serão direcionadas a projetos tradicionais de gestão de incêndios operados por empresas indígenas na região de Kimberley, no oeste da Austrália, e são todos reconhecidos pelo padrão ‘Climate Active’ da Austrália.

Informações da Qantas

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias