Quais empresas aéreas estão banidas da Europa?

Estar banido de algum lugar só pode indicar que algo ruim aconteceu para que o anfitrião não lhe queira mais por perto. Assim também acontece na aviação e, independente de qualquer sanção, você sabia que existe uma lista de empresas aéreas banidas de voar no espaço aéreo da União Europeia?

Da Venezuela, apenas a Avior é banida pela UE

Essa lista negra foi regulamentada em 2005 pelo Parlamento Europeu e colocada em prática no ano seguinte. Ela procura garantir o mais alto nível de segurança aérea para os cidadãos europeus, que é uma das principais prioridades da Estratégia da Aviação adotada pela região em dezembro de 2015.

Antes de voar, pode ser uma boa ideia ver quais são companhias aéreas não são consideradas dignas de operar num aeroporto europeu.

Lista atualizada anualmente

A cada ano, a União Europeia (UE) lança uma atualização da Lista de Segurança Aérea, composta por companhias aéreas que não atendem aos padrões internacionais de segurança e, portanto, são proibidas de operar na região ou devem operar de acordo com restrições, o famoso Anexo B.

Como a lista é revisada periodicamente, significa que pode ser alterada para excluir ou incluir transportadoras que atendem ou não atendem às normas de segurança. No entanto, antes de adicionar qualquer país ou companhia aérea à lista, o Parlamento Europeu deve se reunir com agências reguladoras da UE, instituições comunitárias, autoridades de supervisão reguladora da companhia aérea em questão e representantes da própria transportadora aérea, que podem recorrer da decisão antes que ela seja aprovada. oficialmente adicionado à lista.

Companhias adicionadas e removidas

Ao planejar sua viagem, é importante ter em mente que a lista muda de tempos em tempos, pois algumas companhias aéreas melhoram seus registros de segurança, enquanto outras pioram. Por exemplo, as companhias aéreas certificadas no Benin, Moçambique e Indonésia foram retiradas da lista negra após melhorias na segurança da aviação.

Todas as empresas do Zimbabwe são banidas da UE

No entanto, as companhias aéreas Med-View (Nigéria), Mustique Airways (São Vicente e Granadinas), Aviation Company Urga (Ucrânia) e Air Zimbabwe (Zimbábue) foram adicionadas à lista devido a deficiências de segurança não corrigidas que foram detectadas pela European Aviation Safety Agency (EASA).

Oito companhias aéreas foram adicionadas à lista em 2018 com base em preocupações de segurança em relação às suas operações:

  • Iran Aseman Airlines (Irã)
  • Iraqi Airways (Iraque)
  • Blue Wing Airlines (Suriname)
  • Med-View Airlines (Nigéria)
  • Mustique Airways (São Vicente e Granadinas)
  • Aviation Company Urga (Ucrânia)
  • Air Zimbabwe (Zimbábue)
  • Avior Airlines (Venezuela)

Outras seis empresas aéreas foram colocadas sob as restrições do Anexo B e só podem voar para a União Europeia com modelos específicos de aeronaves.

  • Afrijet and Nouvelle Air Affaires SN2AG (Gabão)
  • Air Koryo (Coreia do Norte)
  • Air Service Comores (Comoros)
  • Iran Air (Irã)
  • TAAG Angola Airlines (Angola)
A companhia estatal norte-coreana figura da lista negra

Países com empresas aéreas na lista negra

Atualmente, a Lista de Segurança Aérea da UE contém mais de 200 empresas aéreas de 16 países ou estados que, ou são banidos ou sujeitos a restrições para operar no espaço aéreo europeu. Os seguintes países proíbem uma, algumas ou todas as companhias aéreas regulamentadas pelo departamento de aviação nacional:

  • Afeganistão: todas as empresas banidas
  • Angola:  todas as empresas banidas, exceto a TAAG
  • República do Congo:  todas as empresas banidas
  • República Democrática do Congo:  todas as empresas banidas
  • Djibuti:  todas as empresas banidas
  • Guiné Equatorial:  todas as empresas banidas
  • Eritreia:  todas as empresas banidas
  • Gabão:  todas as empresas banidas, exceto a Afrijet e a Nouvelle Air Affaires Gabon
  • Irã: Iran Aseman Airlines banida
  • Cazaquistão:  todas as empresas banidas, exceto a Air Astana
  • Liberia:  todas as empresas banidas
  • Líbia:  todas as empresas banidas
  • Moçambique:  todas as empresas banidas
  • Nepal:  todas as empresas banidas
  • Nigéria: Med-View Airline banida
  • São Tome and Principe:  todas as empresas banidas
  • Serra Leoa:  todas as empresas banidas
  • S. Vicente e Granadinas: Mustique Airways banida
  • Sudão:  todas as empresas banidas
  • Ucrânia: URGA banida
  • Zâmbia:  todas as empresas banidas
  • Zimbábue:  todas as empresas banidas

Há ainda outras empresas com restrições de voo e que só podem voar para a Europa com certos tipos de aeronaves, são elas:

  • Angola: TAAG
  • Comoros: Air Service Comores
  • Gabão: Afrijet Business Service, Nouvelle Air Affaires Gabon
  • Irã: Iran Air
  • Cazaquistão: Air Astana
  • Coreia do Norte: Air Koryo
  • Madagascar: Air Madagascar

Se você estiver reservando uma viagem com origem em qualquer um desses países e terminando em um estado membro da UE, poderá evitar problemas ao garantir que a companhia aérea possa operar na União Europeia. Certifique-se de reservar apenas através de companhias aéreas e fornecedores autorizados ou poderá ficar preso no exterior.

Carlos Roman
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

No aeroporto, piloto prega gentileza a passageiros estressados pela pandemia

0
Um vídeo compartilhado por uma funcionária da United Airlines repercutiu ao divulgar a mensagem motivacional que um piloto enviou para os passageiros.