Quais países do mundo têm um Boeing 747-8 como avião presidencial?

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Avião Boeing 747-8I Qatar Amiri Flight
Um dos 747 do Qatar – Foto de Adam Moreira, via Wikimedia

Nos próximos dias, a Coreia do Sul se tornará o oitavo país do globo a contar com um Boeing 747-8I para suas viagens VIP. Tal feito também deve ser igualado pelos Estados Unidos daqui a alguns anos, quando chegarem os dois exemplares do modelo encomendados pela USAF. Enquanto isso, apenas uma seleta lista de países já opera a maior e mais moderna versão da icônica “rainha dos céus”.

São jatos imponentes por fora e por dentro. Seu interior geralmente é repleto de luxo e nem sempre visa a ter um gabinete do governo voador, mas sim oferecer o máximo de relaxamento aos seus ocupantes, uma máxima que se aplica, sobretudo, aos jatos dos governantes árabes. Com muito espaço disponível, divididos em várias cozinhas, salas de estar, salões de jogos, elevadores, suítes, hospitais com centro cirúrgico, escritórios e salas de reunião douradas, salões para encontros e comemorações, esses são alguns dos aviões mais opulentos do globo.

E tudo isso para um pequeno grupo de privilegiados, que podem usufruir de todo esse conforto, cuja lista está abaixo:

Kuwait

O avião kuwaitiano é um 747-8 BBJ, uma versão executiva do jumbo. O elegante quadrijato dá ao Sheikh Nawaf Al-Ahmad Al-Jaber Al-Sabah, o governante do estado rico em petróleo, a reivindicação de ser dono do maior jato VIP do mundo.

9K-GAA

Marrocos

Apesar de não figurar entre as maiores economias do mundo, o reino do Norte da África se apresenta muito bem quando se trata de jatos VIP do governo. O rei Mohamed VI usa um Boeing 747-8, além de uma grande frota de aviões e helicópteros. O grande jato foi doado pelo governo de Abu Dhabi, o mais rico dos sete Emirados Árabes Unidos.

BSL ➡️ CN-MBH Boeing 747-8(BBJ) Morocco Government

Turquia

Outro país que ganhou de presente um Boeing 747-8 foi a Turquia, com o mimo tendo sido doado pelo Catar, seu amigo do golfo pérsico. Em 2018, o emir do pequeno país árabe presenteou o presidente turco Recep Tayyip Erdogan com o jato, que tem uma das pinturas mais bonitas dessa lista.

Foto de N509FZ, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia

Omã

O Royal Flight of Oman (RFO) é a unidade de transporte aéreo VIP de outro país do médio-oriente que voa com um jato Boeing 747-8. Fundado em 1974, o RFO provê todo o conforto aos governantes do sultanato, incluindo o atual sultão Haitham bin Tariq Al Said.

Oman_B748_A4O-HMS_20200219_HAM

Catar

A Qatar Amiri Flight é uma companhia aérea VIP de propriedade e operada pelo governo do Qatar sob as marcas da Qatar Airways, e que atende exclusivamente à família real do Catar. A frota atual conta com dois jumbos do modelo 747-8 ativos.

747-8 Qatar

Arábia Saudita

Pela opulência, o jato do Reino Saudita certamente figuraria no topo da lista dos mais luxuosos do mundo. No entanto, ninguém sabe sobre seu futuro, já que o avião está todo branco e parado há anos na Suíça, apesar de constar como sendo operado pelo Saudi Arabian Government.

A ideia é que ele fosse personalizado para combinar com a casa palaciana saudita. Isso tem menos a ver com escritórios e espaço para reuniões e mais com relaxamento e luxo, com quartos e banheiros, uma sala de jantar para 14 pessoas, amplas áreas de estar e um grande trono para o Príncipe. Haveria uma abundância de decoração dourada e até mesmo um grande lustre.

N458BJ Boeing 747-8JA

Brunei

Com uma frota de fazer inveja a muitas empresas aéreas, o sultão do Brunei é também piloto e habilitado a voar o Boeing 747-8. Não bastasse isso, por ser um amante da aviação, Hassanal Bolkiah também ocasionalmente opera, do lado esquerdo do cockpit, voos da empresa aérea local, a Royal Brunei.

V8-BKH YSSY 18MAR18
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Passageira passa mal a bordo de aeronave da Gol após falha...

0
Com problemas na APU, o ar condicionado da aeronave não funcionou e uma passageira precisou ser socorrida ao passar mal a bordo.