Quais serão os destinos amazônicos da VOEPASS a partir do mês que vem?

A VOEPASS, junção das operações da Passaredo e da MAP Linhas Aéreas, irá voltar a voar no próximo mês. O grupo, que opera uma rede muito importante para a integração regional na região da Amazônia, revelou recentemente em quais destinos pousará a partir de julho.

A empresa informou que irá retomar as operações na bacia amazônica a partir do dia 3 de julho, uma sexta-feira. A princípio, as rotas na Amazônica incluem as cidades de Manaus, Parintins, Itaituba, Belém, Altamira, São Gabriel da Cachoeira, Eirunepé, Carauari, Coari e Lábrea.

A retomada acontece seguindo um novo protocolo sanitário, em linha com recomendações de entidades de saúde.

De fato, o presidente da empresa, Comandante Felício, já havia destacado recentemente essas mudanças nos voos, que começam na limpeza das aeronaves, onde, antes de cada embarque, haverá uma desinfecção total, além da proteção de passageiros e tripulantes através do uso de álcool em gel, produtos desinfetantes e máscaras. Os check-ins dos aeroportos também terão proteções para garantir a integridade da equipe e dos viajantes.

Outra novidade é o novo aplicativo gratuito que facilitará os procedimentos de embarque. Com ele, será possível fazer o check-in e utilizar o celular para apresentar o cartão de embarque eletrônico sem precisar tocar em nada.

Não foi divulgado ainda quando as rotas no Sudeste recomeçam, as quais são concentradas no estado de São Paulo. Todos os voos da empresa são feitos por aeronaves turboélices ATR 42 e 72 que levam até 70 passageiros.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Com fôlego de uma jovem garota, Ethiopian Airlines completa 75 anos

0
A Ethiopian Airlines chega aos seus 75 anos numa posição honrosa, como o maior grupo de aviação pan-africano. Desde seu voo inaugural