Início Empresas Aéreas Quantos Boeing 737 MAX a GOL já tem e quantos estão prontos...

Quantos Boeing 737 MAX a GOL já tem e quantos estão prontos para entrega?

Avião Boeing 737 MAX 8 Gol Linhas Aéreas

Após a aprovação dada pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) na quarta-feira, 25 de novembro, para o retorno dos voos do Boeing 737 MAX no Brasil, a Gol Linhas Aéreas celebrou. A notícia da retomada dos voos é algo esperado pela empresa, que tem uma frota exclusiva de Boeings 737 e pretende voar exclusivamente jatos MAX 8 e MAX 10 no futuro.

Ainda há alguns passos a serem seguidos. Os voos de testes da empresa no Brasil devem recomeçar nos próximos dias, ao passo que parte de sua equipe de voo está se deslocando a Miami para novos treinamentos segundo as definições atuais colocadas para o modelo. Segundo notícias recentes, da própria empresa, a ideia é voltar a usar o MAX em 30 dias após a aprovação pela ANAC, e tal data de regresso aos céus poderia acontecer ainda nesse ano.

Enquanto isso, nos próximos dias, os jatos da empresa que já estão no Brasil deverão passar por um processo de “despreservação”, que seria a preparação para que eles voltem aos céus após meses de inatividade. Tal processo é conduzido em conformidade com os manuais da Boeing e da empresa.

Quais estão no Brasil

Atualmente, estão parados no aeroporto de Confins, na Grande Belo Horizonte, sete jatos do modelo Boeing 737 MAX 8.

Os exemplares, que levam as matrículas PR-XMA, B, C, D, E, F e G, foram estacionados na área onde fica o Centro de Manutenção da GOL. É de lá que eles devem sair para os voos de testes, aguardados para os próximos dias.

Local onde estão os MAX da GOL atualmente

Quais estão prontos na Boeing

Quando o MAX foi parado, em março de 2019, a Boeing teve que suspender todas as entregas do modelo, resultando em mais de 400 aeronaves paradas em aeroportos pelos Estados Unidos, aguardando para voarem até seus donos.

Mas esses voos de entrega não acontecerão todos de uma vez, já que as aeronaves demandarão atualizações no software e novos testes, seguindo a mesma lógica da “despreservação” supracitada. Calcula-se que a entrega de todos os jatos estocados possa demorar dois anos (ou mais, dependendo do aceite dos clientes). Isso, obviamente, inclui os jatos que virão a integrar a frota da GOL.

Nos últimos meses, já foram flagrados em pátios da Boeing um total de 14 aeronaves para a GOL, sendo que os de matrículas PR-XMH, I, J, K, L, M, N, O, P, Q, R, T e U, já estão totalmente pintados nas cores da empresa, enquanto que o PR-XMS está pronto, porém sem a pintura.

Fazendo as contas

Ou seja, no total, são 21 aeronaves da GOL, com 20 prontas e uma em processo final de preparação.

Caso a demanda por viagens retorne na velocidade que autoridades brasileiras do setor esperam, essas duas dezenas de jatos deverão ser enviadas ao Brasil em breve. Em um dos seus relatórios recentes ao mercado, a GOL disse que possuía uma quantidade similar de jatos prontos para devolução aos lessores. Trocar esses aviões mais antigos pelo MAX poderia ser um bom negócio, dada sua economia operacional num momento em que a busca por melhores margens é fator essencial.