Quantos Boeing 737 MAX foram entregues desde sua liberação em novembro?

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Desde que foi liberado para voar novamente pela FAA, no final de novembro de 2020, a Boeing já entregou um total de 85 jatos do modelo, segundo mostram os dados disponíveis em seu site. Isso fez com que o jato seja o maior promotor dos números de entregas da fabricante americana no começo de 2021, respondendo por quase 75% de tudo o que a Boeing entregou de jatos comerciais.

Ainda assim há muito a fazer até que a fabricante atinja sua meta de entregar metade dos cerca de 440 jatos do modelo prontos para entrega e parados em pátios de aeroportos pelos Estados Unidos, alguns deles há quase dois anos. Esse acúmulo de estoque se deu porque a Boeing decidiu continuar a produção, apesar da parada geral do modelo em março de 2019.

Entre dezembro de 2020 e abril de 2021, foram entregues os seguintes 85 jatos do modelo, com especial destaque para as companhias americanas, que receberam a maioria deles e para a Gol, que recebeu um. A empresa brasileira tem, pelo menos, outros 13 jatos do modelo prontos para entrega.

Apesar do ritmo de entregas, o retorno do Max perdeu ímpeto nas últimas semanas, depois que a Boeing recomendou que algumas companhias aéreas retirassem alguns jatos de serviço devido a um problema elétrico.

A Boeing divulgou poucos detalhes sobre o assunto, além de dizer que emitiu boletins de serviço focados aos operadores. A FAA descreveu o problema como envolvendo a “unidade de controle de energia reserva” do jato.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Avião Airbus A350-900 Qatar Airways

Chefe do Conselho de Administração da Qatar Airways vai preso

0
O Ministro das Finanças do Catar e simultaneamente Presidente do Conselho de Administração da Qatar Airways, Ali Shareef Al Emadi