Quatro novos E190 da British serão adicionados à frota no London City

Quatro aeronaves adicionais Embraer E190 da British Airways se unirão à frota regional da companhia, a BA CityFlyer, em 2019. A CityFlyer tem foco em operações no aeroporto London City, no centro da capital inglesa.

Avião Embraer E190 da British

E190-E1 da British no London City – Imagem: British Airways




As novas unidades elevarão o número total da frota para 26. Estas aeronaves irão adicionar quase 20% a mais de assentos do Aeroporto London City em 2019 e permitirão o lançamento de novos destinos.

Tom Stoddart, diretor administrativo da BA CityFlyer, disse: “É um momento importante para nós no London City. As quatro novas aeronaves E190 da British demonstram nosso compromisso de oferecer aos nossos clientes uma gama ainda maior de destinos e tempos de voo. Este crescimento fará com que o número de oportunidades de emprego no leste de Londres aumente com oportunidades diretas para pilotos, tripulação de cabine e engenheiros, bem como papéis indiretos para nossos vários fornecedores dentro e ao redor do aeroporto”.

Luke Hayhoe, Gerente Geral Comercial, disse: “É muito positivo continuar a expansão ano a ano no London City Airport. Acrescentamos 13% a mais de capacidade em 2018 e adicionaremos quase 20% em 2019. Uma nova rota para Roma aumentará o número de destinos da British Airways para 33 a partir do City.”

O investimento de 4,5 bilhões de libras esterlinas da British Airways para clientes nos próximos cinco anos também inclui a instalação de Wi-Fi de alta qualidade e energia em todos os assentos, equipando 128 aeronaves de longa distância com novos interiores e recebendo 72 novas aeronaves.

Avião Embraer E190 da British

E190-E1 da British no London City – Imagem: British Airways

A geração E1 dos E-Jets da Embraer já é amplamente conhecida por ser um dos poucos modelos de seu porte no mundo capaz de operar no London City sem restrições operacionais. E dando sequência ao sucesso da fabricante brasileira no importante aeroporto londrino, o novíssimo E190-E2 já fez sua passagem pelo City em sua turnê mundial neste ano.

A nova geração dos E-Jets também deve ser certificada para cumprir os procedimentos críticos de decida ingrime do aeroporto. Os procedimentos são obrigatórios devido às limitações de ruído impostas às aeronaves que sobrevoam a região central de Londres durante o pouso. Com os E2, as companhias terão ainda mais eficiência nas rotas de e para o London City Airport.

Concorrente direto do novo modelo brasileiro, o Airbus A220-100 (antes Bombardier CS100) já fez sua estreia comercial no City. No início de agosto, a Swiss inaugurou suas operações com um voo procedente de sua principal base, em Zurique.

Veja também: Acompanhe a aproximação e pouso em London City com o Embraer da British Airways.

 
Com informações do ADS Advance.
 

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.