Queda do número de voos no mundo aproxima-se de 50% nessa semana

Conforme divulgamos no último domingo, 22 de março, os números do tráfego aéreo mundial começaram a sentir efetivamente os impactos da queda de demanda apenas na semana passada. Porém, agora, as informações mostram que o impacto veio realmente com força brutal.

FlightRadar24 Tráfego Aéreo Mundial

Os dados do site FlightRadar24 do dia 22, consolidados até o dia anterior, sábado (21), mostravam que o número de voos ao redor do mundo começava a apresentar os primeiros sinais de mudança significativa de tendência.

Até uma semana antes, já havia uma pequena queda, mas o total de operações registradas pelo site ainda era superior ao mesmo período de 2019. Os dias da semana passada, entretanto, começavam a apontar para uma queda abrupta para números inferiores a 2016.

Agora, com a atualização dos valores consolidados até essa segunda-feira, 23/03, a tendência de uma parada intensa da aviação está mais do que confirmada.

FlightRadar24 Gráfico Tráfego Aéreo Voo 23 março
Número de voos pelo mundo ao longo dos dias – Gráfico: FlightRadar24

Conforme o gráfico acima, na data de ontem o FlightRadar24 registrou 95.227 voos. Comparativamente, nas segundas-feiras da semana passada e da retrasada, os valores foram de 157.293 e 175.350, respectivamente.

Com isso, temos agora uma queda de 39,4% desde a semana passada, e de 45,7% em relação à retrasada. Ou seja, quase metade de todos os voos do mundo ficaram no chão ontem.

O gráfico também revela outro detalhe importante: é a primeira vez em meses em que uma segunda-feira registra menos voos do que o domingo imediatamente anterior. A fato coloca em evidência o aumento das suspensões de voos a cada dia que avançamos diante da pandemia de COVID-19.

Em uma publicação de ontem do FlightRadar24 em seu twitter, o site também destaca que havia 7.150 voos sendo rastreados por seu sistema, representando apenas 44% dos voos registrados no mesmo momento do ano anterior:

Portanto, continuamos com sinais claros de que a redução continuará intensa nos próximos dias, tanto pela tendência do gráfico quanto pelos já anunciados cortes de voos, parciais ou totais, de todas as companhias aéreas pelo mundo.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.

Comentários estão fechados.