Início Empresas Aéreas Rachaduras são encontradas na fuselagem de um dos primeiros Airbus A350

Rachaduras são encontradas na fuselagem de um dos primeiros Airbus A350

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Problemas na fuselagem de compostos parecem não ser algo exclusivo do Boeing 787 Dreamliner. Seu principal concorrente também teve o mesmo defeito detectado recentemente, durante uma revisão da Qatar Airways.

O problema de rachaduras na parte da fuselagem feita de materiais compostos foi encontrado no Airbus A350-900 de matrícula A7-ALL, segundo o portal Aero Time e confirmado por fontes na fabricante europeia, que espera receber o jato nesta semana para inspeções mais detalhadas e reparos. Este avião é o A350 de número 36 a ser produzido no mundo, um dos primeiros do tipo, e que foi entregue para a Qatar Airways em novembro de 2016.

A aeronave teve a pintura removida, como mostram as fotos de Oisín Tierney, disponíveis nessa matéria. A remoção da pintura foi feita em Shannon, na Irlanda, para depois ser aplicada uma pintura especial da Copa do Mundo de 2022, que será realizada no Catar.

O Aeroporto de Shannon é conhecido pelas empresas especializadas em manutenção, pintura e estocagem de aeronaves. Após ter a pintura removida, veio a surpresa: rachaduras muito pequenas foram encontradas nas partes de material composto da fuselagem.

Parte da fuselagem é feita de CFRP, ou seja, fibra de carbono com plásticos reforçados. Mais maleável na construção, o material permite designs que seriam mais difíceis de obter com alumínio, além de ser 30% mais leve e reduzir os custos de produção em até 40%. No entanto, problemas com esses compostos têm surgido também no Boeing 787, principalmente na questão de acabamento, com deformidades não esperadas.

Não foi explicado onde seriam estas rachaduras no A350 e nem sua extensão. A Airbus ainda não se pronunciou sobre o caso, o que deve ocorrer apenas após ela ter a aeronave em mãos.

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A
Sair da versão mobile