Rapper tira a máscara para tossir e é banido da JetBlue por toda a vida

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Voar durante a pandemia do coronavírus já é uma situação estressante para o passageiro por conta de tantos protocolos novos, mas também é complicado para os profissionais do setor aéreo que precisam lidar com todo o tipo de gente mais esquentada, disposta a transformar uma simples máscara num caso de polícia.

Por conta de uma situação como essa, a JetBlue teve que eliminar uma pessoa de um voo e bani-la para sempre de seus aviões: o rapper Lil Pump

De acordo com o TMZ, o rapper “tornou-se verbalmente abusivo com os membros da tripulação” antes de tirar sua máscara e se recusar a colocá-la de volta quando solicitado. Relatos afirmam que o rapper “espirrava e tossia sem máscara (talvez de propósito)”. Isso fez com que a polícia do aeroporto de Los Angeles fosse chamada para controlar a situação e escoltar o rapper para fora da aeronave.

Foto Julio Enriquez from Denver,CO, USA, CC BY 2.0 via Wikimedia

O USA Today confirmou a proibição com o representante da JetBlue, Derek Dombrowski. “Sua reserva de retorno foi cancelada e ele não é mais bem-vindo para voar na JetBlue”, disse Dombrowski em comunicado. “A segurança de todos os clientes e membros da tripulação é a primeira prioridade da JetBlue”.

O rapper nascido na Flórida está aparentemente entrando no novo ano com uma cabeça cheia de teorias da conspiração sobre COVID-19. 

“Dane-se JetBlue! Dane-se todo mundo que trabalha lá. Vocês vão sacanear uns vagabundos”, pode-se ouvir o rapper dizendo em um vídeo excluído, republicado pelo TMZ . “Não preciso usar a p* da máscara, vadia. Corona é falso. Tchau!”

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Gigante das remessas, UPS está de olho em mais de uma...

0
Por meio de sua subsidiária UPS Flight Forward, a gigante das encomendas planeja comprar aeronaves elétricas de decolagem e pouso vertical