Início Aviação Militar Raro avião russo da ‘nova KGB’ pousará no Brasil a caminho da...

Raro avião russo da ‘nova KGB’ pousará no Brasil a caminho da Venezuela

Parece enredo de filme, mas um clássico avião russo da “nova KGB” faz uma rota não-usual e tem previsão de visitar o Brasil hoje, 7 de dezembro, sendo que o seu destino final é a Venezuela.

Foto de Papas Dos

A aeronave em questão é um trijato Tupolev Tu-154M, a versão modernizada do trijato de maior sucesso já construído pela União Soviética. Este avião é uma visita muito rara, já que em torno de 40 aeronaves do modelo voam hoje no mundo, sendo todas a serviço de governos.

O FSB, a KGB da Rússia

O Tu-154M que está vindo é o de matrícula RA-85019, pertencente ao FSB – Federal’naya Sluzhba Bezopasnosti – ou serviço federal de segurança da Rússia. O FSB não é nada mais nada menos que o sucessor da antológica KGB.

A KGB era a agência de inteligência soviética, fazendo hoje as ações que seriam da alçada dos americanos FBI e CIA, ou dos órgãos brasileiros ABIN e Polícia Federal. Com o fim da União Soviética, ela foi desmembrada, e virou a FSB (equivalente ao FBI com atuação doméstica) e o SVR (similar à CIA com atuação internacional).

Este órgão hoje leva praticamente toda a herança da KGB, e seus aviões também servem ao SVR. Existem muitas histórias em torno dessas agências, em parte reais e em parte alimentadas por filmes e teorias conspiratórias.

Mas algo que é comprovadamente real é que o Alpha Group dos Spetsnaz (forças especiais russas) estão submetidos ao FSB. O vídeo acima é raro, já que é a única vez que um americano (ex-membro da Força Delta) foi convidado para acompanhar um treinamento desta unidade, que pode ou não pode estar no avião Tu-154.

Não é a primeira visita dos camaradas

Essa não é a primeira vez que um Tu-154 desses vem ao Brasil. Em 2015 o avião do mesmo modelo veio ao Brasil e passou por Belém, que também é o seu destino de hoje, 7 de dezembro.

Desta vez a rota está clara no aplicativo FlightRadar24: a aeronave decolou no dia 6 do Aeroporto Vnukovo, em Moscou, foi para Argélia, Cabo Verde e segue para Belém no momento em que essa matéria é escrita, de lá, segue para Caracas, na Venezuela.

Em linha reta a aeronave teoria percorrido 12.593km, mas isto não aconteceu já que a Ucrânia não permite que aviões russos sobrevoem o seu território, sendo necessário um grande desvio, passando pelo Mar Negro e Turquia.

A aeronave tem que fazer escala em Belém porque a distância entre a Ilha do Sal, em Cabo Verde, e Caracas é maior que seu alcance com a carga que carrega, a qual ainda é desconhecida.

A previsão de pouso em Belém está para às 13h50, decolando pouco tempo depois para a capital venezuelana. A aeronave voltará a passar por Belém no dia 12 de dezembro, fazendo a rota inversa de volta à Rússia.

Trajetória feita pela aeronave até a Venezuela – Great Circler Mapper

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A