Rede global validará em tempo real se passageiros estão saudáveis para viajar

woman sitting on luggage
Foto de Anna Shvets via Pexels.com

A IBM e a Amadeus anunciaram nessa semana que estão trabalhando juntas para ajudar a atender um dos maiores desafios enfrentados pelas empresas de viagens nos dias atuais: a verificação e validação da documentação de saúde dos viajantes nos pontos de controle dos aeroportos, quando necessário.

Como parte desse esforço, o IBM Digital Health Pass foi integrado ao Traveler ID for Safe Travel, a solução de verificação digital de saúde da Amadeus. Isso permite que as companhias aéreas integrem o uso das credenciais de saúde digitais em seus sistemas de reservas existentes, permitindo aos passageiros das companhias aéreas a opção de digitalizar ou carregar a documentação para mostrar suas credenciais de saúde.

À medida que os passageiros avançam no processo de check-in online, o Traveller ID for Safe Travel verifica os requisitos para aquela viagem específica em relação aos regulamentos do país de destino. Isso, então, dá aos passageiros a opção de gerar uma credencial digital segura para a Covid-19, digitalizando documentos em papel ou carregando uma versão digital de seu celular ou desktop.

Clique na imagem para ver em tamanho maior e entender a jornada do usuário nessa ferramenta.

Imagem: Amadeus

Essas credenciais de saúde digital são verificadas usando o IBM Digital Health Pass, que usa uma combinação de tecnologias de criptografia e blockchain para autenticar as credenciais de saúde em um ecossistema global de laboratórios, centros de vacinação e provedores de saúde. 

As companhias aéreas recebem um status simples confirmando que o passageiro está pronto para voar. Esta abordagem segura fornece privacidade aos passageiros, uma vez que apenas a conformidade com os requisitos de entrada na fronteira é confirmada; nenhuma informação pessoal de saúde é armazenada pela companhia aérea, IBM ou Amadeus.

“Enquanto os países em todo o mundo estão começando a reabrir lentamente as fronteiras para receber visitantes de volta, os requisitos específicos de entrada na fronteira podem variar muito de país para país. A necessidade de verificar a documentação de saúde do COVID-19 está causando atrasos significativos durante a viagem para companhias aéreas e outros provedores de viagens, bem como o viajante“, disse Greg Land, líder do setor de viagens e transportes da IBM. 

“A combinação do IBM Digital Health Pass com nossa tecnologia significa que os documentos de saúde relacionados à COVID-19 podem ser digitalizados e lidos, verificados e autenticados. Isso evita verificações incômodas e demoradas durante a viagem e adiciona mais segurança para as companhias aéreas e seus passageiros”, disse Christian Warneck, VP Safe Travel Ecosystem da Amadeus. 

A Traveller ID for Safe Travel está  atualmente sendo usado por várias companhias aéreas e a Amadeus trabalha no onboarding de outras mais.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias