Retomados os voos internacionais na Colômbia

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Às 13h39 (horário local) do último sábado, 19 de setembro, pousou no aeroporto de Cartagena o voo de número 589 da Spirit Airlines, proveniente de Fort Lauderdale (EUA), marcando a primeira operação regular internacional de passageiros na Colômbia após seis meses de fechamento do país como resultado da pandemia do novo coronavirus.

Segundo o Aviacionline, o voo “inaugural” foi efetuado com um Airbus A321 e trouxe a bordo 228 passageiros. Ao entrar no pátio, a aeronave foi saudada com o tradicional batismo dos caminhões de bombeiros.

Paralelamente, a Viva Air tornou-se a primeira companhia aérea colombiana a operar novamente um voo regular internacional de passageiros partindo da Colômbia, fazendo a rota Medellín-Cartagena-Miami.

Embora o reinício oficial dos voos internacionais regulares naquele país esteja previsto para esta segunda-feira, 21 de setembro, Cartagena foi escolhida como primeiro destino com dois dias de antecedência devido à sua importância turística e por ter sido um dos destinos que mais cresceu nos últimos anos. Em 2019, foram transportados 4.743.447 passageiros nacionais e 1.030.327 passageiros internacionais, num total de 5.773.774, segundo dados da Aerocivil.

Os passageiros internacionais que chegarem à Colômbia devem apresentar certificado de teste PCR negativo para COVID-19, realizado nas 96 horas anteriores ao voo. Quem chegar até o dia 30 de setembro sem o teste poderá entrar em território colombiano, mas deverá cumprir o isolamento preventivo por 14 dias e realizar os testes.

Adicionalmente, quem viaja deve fazer um pré-cheque imigratório denominado CheckMig através do site Migración da Colômbia, no qual são preenchidos os dados pessoais, demográficos e de saúde, visando reduzir os tempos de controle na chegada.

Outros requisitos também incluem:

  • Apareça 3 horas antes do voo;
  • Uso obrigatório de máscaras faciais em todos os momentos, dentro dos aeroportos e no avião;
  • Se o voo durar mais de 2 horas, você deve levar várias máscaras para trocar durante a viagem;
  • O consumo de alimentos e bebidas durante os processos de migração e imigração será proibido;
  • Para a saída da Colômbia, devem ser cumpridos os requisitos acordados pelo país de destino;
  • Para voos curtos, é recomendado não usar os banheiros da aeronave;
  • Você deve manter seu assento durante todo o voo.

A Colômbia foi um dos últimos grandes mercados latino-americanos em que os voos regulares internacionais ainda estavam suspensos. Agora, apenas Argentina, Peru e Venezuela permanecem.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias