Rolls-Royce investirá £80 milhões em armazenamento de energia para aviação

A Rolls-Royce está entrando em novos mercados de aviação, visando ser pioneira em energia sustentável e, como parte dessa missão, está desenvolvendo Sistemas de Armazenamento de Energia (ESS) que permitirão às aeronaves realizar voos de mais de 100 milhas (cerca de 160 quilômetros) com emissão zero com uma única carga.

Concepção gráfica da tecnologia elétrica da Rolls-Royce a bordo de uma aeronave eVTOL

A fim de desenvolver esta tecnologia inovadora, a empresa planeja um investimento de aproximadamente £80 milhões (US$ 100 milhões) em ESS na próxima década, que criará cerca de 300 empregos até 2030 e fortalecerá a posição da Rolls-Royce como fornecedor líder de energia totalmente elétrica, híbrida-elétrica e sistemas de propulsão para aviação.

As soluções ESS aeroespaciais certificadas da Rolls-Royce irão alimentar sistemas de propulsão elétrica e híbrido-elétrica para eVTOLs (aeronaves elétricas de decolagem e pouso verticais) no mercado de Mobilidade Aérea Urbana (UAM) e aeronaves de asa fixa, com até 19 assentos, no mercado de passageiros.

Em 2035, a Rolls-Royce está planejando integrar mais de 5 milhões de células de bateria por ano em sistemas modulares. Esses módulos fornecerão níveis de densidade de energia líderes de mercado.

“Este investimento multimilionário da Rolls-Royce na próxima década é outra demonstração de nossas ambições em eletrificação. Estamos desenvolvendo um portfólio de soluções de armazenamento de energia para complementar nossos sistemas de propulsão elétrica“, disse Rob Watson, Diretor de Elétrica da Rolls-Royce.

“Isso garantirá que possamos oferecer aos nossos clientes um sistema completo de propulsão elétrica para sua plataforma, seja uma aeronave eVTOL ou uma aeronave de transporte regional. Também nos permitirá ser uma referência única para sistemas de propulsão totalmente elétricos ou híbridos-elétricos, o que é incrivelmente empolgante à medida que esses novos mercados se desenvolvem e se expandem”, complementa o Diretor.

A Rolls-Royce fornece soluções de bateria há muitos anos, projetando 10 sistemas de bateria aeroespaciais diferentes, usando tecnologia de célula de última geração. 

Destas baterias, quatro projetos já voaram em três aeronaves, acumulando mais de 250 horas de experiência de voo, e outros dois projetos concluirão seu primeiro voo em aeronave em 2021. Isso inclui uma bateria desenvolvida com a Electroflight, parceira de fabricação no Reino Unido no programa ACCEL, no qual foi construída a aeronave Spirit of Innovation, que visa ser o avião totalmente elétrico mais rápido do mundo. 

Tanto o ACCEL quanto a pesquisa e tecnologia iniciais que foram empreendidas para desenvolver o ESS líder da indústria estão sendo apoiados pelo governo do Reino Unido por meio do Aerospace Technology Institute (ATI).

O design da bateria é um desafio mecânico, térmico e de contenção, em que deve haver um grande foco na segurança e no baixo peso. Esses aspectos são essenciais para todos os produtos que a Rolls-Royce tem diante da longa história de produção no setor aeroespacial. Isso coloca a empresa em uma posição ideal para fornecer essas soluções líderes do setor.

A Rolls-Royce e a fabricante de aeronaves Tecnam estão trabalhando atualmente com a Widerøe, a maior companhia aérea regional da Escandinávia, para entregar uma aeronave de passageiros totalmente elétrica para o mercado de passageiros, que está planejada para estar pronta para serviço comercial em 2026. A Rolls-Royce vai entregar todo o sistema de propulsão elétrica, incluindo um sistema de armazenamento de energia, para a nova aeronave P-VOLT.

Com informações da Rolls-Royce

Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias