Início Empresas Aéreas Rossiya estreia seus primeiros Superjet 100 e batizará todos com patriotismo

Rossiya estreia seus primeiros Superjet 100 e batizará todos com patriotismo

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Sukhoi Superjet 100 – Imagem: Rossiya Airlines

A Rossyia Airlines, subsidiária da também russa Aeroflot, anuncia hoje (25) que a chegada dos primeiros aviões Sukhoi Superjet 100 (SSJ100) de fabricação nacional a sua frota possibilitará traçar de forma mais completa e patriótica a geografia da Rússia.

Segundo a companhia, o jato não irá apenas desenvolver a malha de rotas, abrindo novos destinos para os passageiros, mas também expandirá a tradição de batismo de aeronave com nomes de cidades da Rússia.

Todos os Superjet 100 da Rossiya serão recebidos da Aeroflot, que anunciou no meio do ano passado um plano para se tornar uma empresa aérea mais ‘premium’, focando em mercados internacionais e simplificando sua frota para somente aviões Airbus A320neo e o A350XWB até 2028. Com isso, a Rossiya ficará com os 54 SSJ100 e com as operações regionais por eles cumpridas.

Segundo a empresa, este conceito de batismo a distingue entre as outras companhias aéreas e desenvolve a identidade nacional e o patriotismo urbano entre os passageiros da Rússia. Por trás do nome de cada avião está a história da cidade, seu povo e tradições.

“A aeronave Superjet 100, nomeada em homenagem a cidades russas e voando em rotas regionais, contará aos passageiros da Rossiya sobre nosso vasto país, seu passado e presente, indústria, artesanato popular e potencial turístico de várias regiões. Assim, cada viajante poderá aprender mais sobre a riqueza, beleza, diversidade de culturas e tradições de nossa Pátria”, declara a companhia, em comunicado.

Os Superjet 100 receberão nomes de centros regionais da Rússia que se destacam por serem locais de valor do trabalho, centros industriais importantes, cidades com uma longa história, cidades do extremo Norte da Rússia, entre outros. Todos eles são de grande importância política, econômica, histórica ou cultural para o país.

A tradição foi iniciada em 2016 e, segundo a Rossiya, também contribuirá para o desenvolvimento e promoção dos territórios do país e a divulgação do potencial turístico da Rússia.

O primeiro nome escolhido em 2016 foi São Petersburgo. O nome da cidade, cujo aeroporto é a base da companhia aérea Rossiya, foi dado ao Boeing 747 registrado sob a matrícula EI-XLE.

Agora, a frota da Rossiya supera 60 aeronaves registradas, e entre elas estão os primeiros 10 aviões Superjet 100, que começaram a voar neste janeiro de 2021.

Um dos primeiros aviões SSJ100, registrado como RA-89044, foi batizado Komsomolsk-on-Amur. O nome não foi escolhido por acaso: é lá que esses aviões russos são fabricados, e onde também fica o centro de exposições da fábrica de aeronaves, onde os visitantes podem conhecer a história do empreendimento e todas as características da produção de aeronaves.

A Rossiya Airlines opera aeronaves das famílias Airbus A320, Boeing 737, Boeing 777 e Boeing 747, além das recém chegadas aeronaves Superjet 100 de fabricação nacional.

Informações da Rossiya Airlines

Sair da versão mobile