RR aciona o primeiro motor de avião na maior plataforma de testes do mundo

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A Rolls-Royce concluiu com sucesso o primeiro acionamento de um motor em seu Testbed 80, que será a maior e mais inteligente plataforma de teste aeroespacial interno do mundo quando for inaugurado oficialmente nos próximos meses.

Com uma área interna de 7.500 m2, o que o torna maior do que um campo de futebol, a bancada de testes conduziu seu primeiro teste em um motor Rolls-Royce Trent XWB nas instalações de Derby, Reino Unido. Este é um marco importante no projeto que está em construção há quase três anos e representa um investimento de £90 milhões.

Chris Cholerton, presidente da Rolls-Royce Civil Aerospace, disse: “Hoje é um marco importante em nossa jornada. O Testbed 80 testará não apenas motores como o Trent XWB – o motor mais eficiente do mundo em serviço – mas também os motores e sistemas de propulsão do futuro, o que nos fará dar mais um passo em direção à descarbonização. É ótimo que o primeiro teste de motor tenha sido um sucesso e estamos ansiosos pela inauguração oficial das instalações nos próximos meses”.

O Testbed 80 foi projetado para testar uma gama de motores atuais, incluindo o Trent XWB e o Trent 1000, mas terá a capacidade de testar o demonstrador UltraFan®, o maior projeto de motor aeronáutico do mundo, bem como o sistemas de voo híbridos ou totalmente elétricos. 

Como parte da estratégia de descarbonização, também serão dempenhados testes de Combustíveis de Aviação Sustentáveis ​​(SAFs). O Testbed 80 está equipado com um tanque de combustível de 140.000 litros (você poderia abastecer seu carro quase 3.000 vezes com essa quantidade) para diferentes tipos de combustível, incluindo o combustível de aviação sustentável.

Os sistemas de dados dentro do Testbed 80 são mais capazes e complexos do que qualquer outro testbeds existente, entregando dados no tempo mais rápido possível e diretamente em um ambiente de armazenamento seguro. “Podemos coletar dados de mais de 10.000 parâmetros diferentes em um motor, usando uma rede intrincada de sensores que detectam até mesmo as menores vibrações a uma taxa de até 200.000 amostras por segundo”, disse a RR.

“Os dados nos ajudam a compreender melhor nossos motores, monitorando como cada componente se comporta em uma variedade de condições e, consequentemente, fornecendo informações cruciais para informar futuras melhorias do motor quanto à disponibilidade e eficiência”, concluiu a empresa.

A bancada de testes também abriga uma poderosa máquina de raios-X capaz de capturar 30 imagens por segundo e transmiti-las diretamente para uma nuvem, onde engenheiros de todo o mundo podem analisá-las junto com outros 10.000 parâmetros de dados. 

A RR é o único fabricante de motores do mundo a fazer um raio-x de motores enquanto eles estão funcionando. Esse teste exclusivo permite inspecionar os motores em níveis mínimos de detalhes e obter níveis precisos de dados.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias